Notícias

Entrevista exclusiva com Caito Maia, fundador da Chilli Beans

Com mais de 800 pontos de venda pelo Brasil e pelo exterior, a Chilli Beans ultrapassa duas décadas com a consciência de quem transformou o seu segmento. Para o fundador, Caito Maia, inovação e design são as bandeiras da marca, e ouvir o cliente é o segredo para o sucesso. Confira a entrevista com ele, que foi um dos principais nomes do Congresso Brasileiro do Varejo

> Como você avalia que a Chilli Beans impactou o seu segmento?

A Chilli Beans ganhou extrema relevância ao provocar o mercado para o novo. Quando nós surgimos, o varejo ótico era totalmente multimarcas e formal, além disso os produtos eram muito tradicionais e com valores inacessíveis à maioria da população. Nós desenvolvemos o conceito de monomarca no segmento e propusemos projetos com design, qualidade e preço justo.

> Qual o principal desafio como franqueador?

É garantir que o franqueado leve a mensagem e os valores de marca ao consumidor da final da maneira que a marca gostaria de fazê-lo. Por outro lado, nós acreditamos que quando há verdade, transparência e confiança isso se torna algo natural, por isso respeitamos o conhecimento do franqueado local e o envolvemos em todo processo. Somos parceiros, e só assim o resultado é um negócio de sucesso.

> Como a CB mantém a unidade da marca com mais de 800 PDVs?

Trabalhamos com uma estratégia de comunicação 360°, ou seja, as nossas ações são pensadas considerando todos os pontos de contato com a marca. Além disso, desenvolvemos uma estrutura interna com um time de suporte que auxilia e orienta o franqueado em todas as suas necessidades, assim garantimos a força da mensagem.

> Como a marca consegue aplicar o fast fashion no negócio?

Nós nos consideramos de fato uma empresa fast fashion, porém no segmento ótico. O grande conceito de fast fashion é a velocidade com que os pontos de vendas são abastecidos de novidades, o alto giro de produtos e o baixo volume de estoque. É exatamente esse nosso formato, a Chilli lança dez novos modelos de óculos toda semana, e trabalhamos com um estoque médio de três semanas, um período menor do que o tempo médio na categoria ótica.

> Para você, qual a característica mais importante de um empreendedor?

Eu costumo dar uma receita em que acredito muito, os ingredientes são: arroz, feijão, pimenta e amor. O arroz e feijão significam a base sólida, ou seja, tenha um negócio estável, com boa saúde financeira. A pimenta é a inovação, cada vez mais o empreendedor tem obrigação de propor novidades, de fazer diferente, de ousar, não fazer mais do mesmo. E, por fim, o amor, que significa

de fato acreditar e gostar daquilo que você faz, porque sem amor nenhum negócio prospera.

> Qual a importância de eventos como a FBV para desenvolver o setor?

Estes encontros são de extrema importância para fomentar o setor, para compartilhar ideias, projetos e boas práticas. Eu acredito que quem faz o Brasil é o brasileiro, e nós somos um povo extremamente capaz, criativo e empreendedor. Se tivermos vontade e capacidade de aprender, ouvir e ajudar o outro, certamente teremos um futuro incrível.

Gostou da entrevista? O conteúdo faz parte da revista Conexão Varejo, que em junho apresentou uma cobetura completa da Feira Brasileira do Varejo. Clique aqui e leia a versão digital completa.