Notícias

Governo federal anuncia medida para financiar salários de trabalhadores de pequenas e médias empresas

O governo federal anunciou no final do mês de março a criação de uma linha de crédito emergencial para ajudar pequenas e médias empresas a manterem suas folhas de pagamento durante a pandemia do coronavírus (Covid-19). Ao todo, serão R$ 40 bilhões disponibilizados em dois meses, período definido para a medida. 

De acordo com o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, a linha de crédito vai financiar, no máximo, dois salários mínimos por trabalhador. O salário mínimo está hoje fixado em R$ 1.045. 

Estão aptas a solicitar o financiamento as empresas com faturamento entre R$ 360 mil e R$ 10 milhões por ano. O dinheiro deverá ser usado exclusivamente para a folha de pagamento. As empresas solicitantes terão seis meses de carência e 36 meses para quitar o empréstimo, com juros de 3,75% ao ano. 

Além disso, as empresas que contratarem a linha de crédito não poderão realizar demissões por dois meses. Ao todo, 1,4 milhão de pequenas e médias empresas do país devem ser beneficiadas pela medida, o que atinge cerca de 12,2 milhões de pessoas.

*Com informações do G1. 

Confira as instituições financeiras que estão trabalhando com linha de crédito emergencial:

Bradesco
Banco do Brasil
Itaú
Santander
Sicredi
Banrisul
Caixa Econômica Federal

*Fonte: levantamento realizado no site das instituções financeiras.