Notícias

Mudanças de comportamento e consumo no varejo são destaques do primeiro dia de NRF online

O maior evento de varejo do mundo também precisou se adaptar às restrições na prevenção do contágio por coronavírus. Realizado anualmente em Nova York, o NRF Retai’ls Big Show foi dividido em dois capítulos em 2021: o primeiro, 100% virtual, terá seis dias de programação online, com mais de 330 palestrantes em 130 sessões, e mais de 300 expositores apresentando seus contatos e soluções para o varejo. O segundo capítulo, presencial, está programado para o mês de junho. 

A abertura do evento aconteceu na tarde desta terça-feira, 12, com uma fala de Mike George, presidente do Conselho de Administração da NRF, que relembrou a importância do varejo para a economia mundial, com mais de 52 milhões de empregos sustentados indiretamente apenas nos Estados Unidos, onde o setor teve um crescimento de 3,8% nas vendas em 2019. “No entanto, passamos a enfrentar desafios, com mudanças na forma como vivemos, trabalhamos e consumimos no varejo. Acompanhamos mudanças trágicas na preferência de consumo dos clientes, mas os varejistas demonstraram, ao redor do mundo, uma tremenda resiliência. Estamos comprometidos com os protocolos, pela saúde e pela segurança dos nossos clientes, e inovamos muito. O varejo expandiu sua capacidade online, criando, em meses, projetos que levariam anos para terminar”, disse. 

Liderança na crise

A palestra principal da abertura contou com a participação de Condoleezza Rice, 66ª Secretária do Estado dos Estados Unidos (durante o Governo George W. Bush), em um bate-papo conduzido por Matthew Shay, presidente e CEO da NRF. “Depois da segunda guerra mundial, uma visão global permitiu que entendêssemos que o crescimento de um não deveria necessariamente significar a queda do outro. Nem tudo era competição. No entanto, não conseguimos ser igualitários e pensar assim em relação às pessoas”, comentou a secretária Rice. 

Para ela, é de conhecimento geral que muitos dos problemas dos negócios hoje em dia surgem com o crescimento da tecnologia e da automação. Mas não é tão fácil responsabilizar estas inovações quanto responsabilizar pessoas pelas falhas. “Temos um problema de alcance do potencial humano. Muitos não conseguem desenvolver seus potenciais. Nem todo emprego precisa de uma faculdade de quatro anos. Precisamos pensar nessas questões, em como aproveitar melhor o talento das pessoas para fazer com que todos sejam incluídos. E precisamos entender que a educação precisa ser uma oferta igual para todos”, defendeu. 

Shay complementou a fala lembrando do quanto o varejo é visto como um dos primeiros empregos para muitas pessoas, como um meio de entrada no trabalho. “O governo não vai resolver o problema da formação das pessoas sozinho e o setor privado também não consegue fazer nada sozinho. Precisamos pensar juntos”, disse o presidente da NRF. 

Para encerrar, Condoleezza Rice ressaltou a importância de países e empresas terem confiança interna para liderar, mantendo o otimismo. “O isolamento não funciona. Não devemos construir muros. Podemos nos comprometer com o uso de uma tecnologia que nos torne mais igualitários, não o contrário”.
 

O primeiro capítulo da NRF 2021, totalmente online, acontece nos dias 12, 13, 14, 19, 21 e 22 de janeiro. O Sindilojas Porto Alegre está acompanhando as principais sessões e publicará resumos diários no site e nas redes sociais. Acompanhe!
 

Leia a cobertura de outras palestras da NRF 2021:

"É hora de aceitar que as lojas físicas se tornarão um suporte da venda online", diz CEO da GDR Creative Intelligence
Live commerce é tendência na humanização do atendimento online
CEO da JP Morgan Chase defende foco nas pessoas para a retomada econômica
7 resoluções para o varejo em 2021
"A tecnologia melhora a experiência nas lojas físicas, mas jamais substituirá a interação humana", diz Indra Nooyi, ex-presidente e CEO da PepsiCo
Pandemia forçou transformação para sustentar os negócios
Painel reforça a importância de um planejamento centrado no atendimento ao cliente
Walmart na pandemia: Chefe de Atendimento ao Cliente fala sobre adaptações e perspectivas em bate-papo na NRF 2021
Restrições de 2020 tornaram mais urgente repensar a experiência do consumidor