Notícias

NRF 2021: "A tecnologia melhora a experiência nas lojas físicas, mas jamais substituirá a interação humana", diz Indra Nooyi, ex-presidente e CEO da PepsiCo

O segundo dia do capítulo online da NRF Retail’s Big Show 2021 promoveu uma entrevista inspiradora da jornalista Sara Eisen, âncora de notícias financeiras no canal CNBC, com Indra Nooyi, ex-presidente e CEO da PepsiCo. A executiva, diversas vezes listada entre as 100 mulheres mais influentes do mundo, compartilhou seus pontos de vista sobre o que a pandemia causou para as empresas e, principalmente, como ela entende que deva ser no futuro. 

“A primeira coisa que essa pandemia nos ensinou é que os líderes precisam ser estudantes. Precisamos aprender sobre a ciência, sobre as pessoas, sobre as suas formas de vida”, disse Indra, que complementou: “nossa segunda tarefa é simplificar o que é complexo. Entender e simplificar. A terceira tarefa é buscar especialistas. Deixar que eles falem e façam seu trabalho. A quarta é pensar na logística. Fazer os especialistas conversarem para que tudo funcione corretamente. E a quinta tarefa é repetir sempre o mesmo ciclo. O mais importante é sempre liderar com humildade. ”. 

Para Indra, até a chegada da pandemia, muitos não pensavam o quanto os varejistas eram essenciais, citando como exemplo os supermercados e as farmácias, que se mantiveram sempre abertos. “Estes trabalharam na linha de frente, mantiveram a roda da economia girando. O varejo fez a diferença. E, quando as lojas não-essenciais reabrem, a vida também parece começar a voltar ao normal. É onde as pessoas se encontram, conversam, interagem. Então, quando eles fazem de tudo para manter seus funcionários e clientes seguros, eles prestam um grande serviço também”, disse. 

Aceleração
A pandemia também acelerou as tendências que aconteceriam nos próximos anos. Por exemplo, nas compras online, em que muitos varejistas tiveram de se adaptar e acompanhar uma tecnologia que evoluía ao mesmo tempo. O crescimento nesta área em 2020, segundo Indra, estava previsto para 2023. 

“Por outro lado, vejam o quanto perdemos daquilo que nem percebíamos que sentiríamos falta. Eu sinto falta de estar entre as pessoas. Então, acredito que teremos um rejuvenescimento do varejo. A tecnologia vai melhorar as experiências nas lojas físicas, mas jamais substituirá a interação humana”, defendeu a executiva. 

Agora, para o futuro, ela defende ainda mais que as empresas precisam pensar em ser mais sustentáveis, com menos produção de plástico e lixo. “Precisaremos abrir mão de um pouco de conveniência para reavaliar toda a cadeia. Temos de nos comprometer com a retomada da interação humana, das experiências de se comprar em uma loja, mas de forma sustentável. Estou muito otimista com o futuro. Tenho certeza de que o varejo crescerá muito e retomará seu patamar no mundo pós-vacina”, concluiu.

Leia a cobertura de outras palestras da NRF 2021:
"É hora de aceitar que as lojas físicas se tornarão um suporte da venda online", diz CEO da GDR Creative Intelligence
Live commerce é tendência na humanização do atendimento online
Painel reforça a importância de um planejamento centrado no atendimento ao cliente
CEO da JP Morgan Chase defende foco nas pessoas para a retomada econômica
7 resoluções para o varejo em 2021
Mudanças de comportamento e consumo no varejo são destaques no primeiro dia de NRF online
Pandemia forçou transformação para sustentar os negócios
Walmart na pandemia: Chefe de Atendimento ao Cliente fala sobre adaptações e perspectivas em bate-papo na NRF 2021
Restrições de 2020 tornaram mais urgente repensar a experiência do consumidor