6 dicas para fazer cortes de custos inteligentes

Toda empresa tem custos e despesas. Os empreendedores mais atentos já sabem que é possível definir os processos ideais para minimizar os custos do negócio. “Normalmente, as pessoas fazem cortes lineares,…

Toda empresa tem custos e despesas. Os empreendedores mais atentos já sabem que é possível definir os processos ideais para minimizar os custos do negócio. “Normalmente, as pessoas fazem cortes lineares, mas é preciso inverter um pouco essa lógica. Posso buscar otimizar o meu consumo, fazer mais com menos, ou comprar melhor ou pagar menos em um produto ou serviço”, afirma Alvaro Guzella de Freitas, consultor sócio da Falconi Consultores de Resultado.

Durante palestra na quarta edição do Curso Exame PME, que termina hoje, em São Paulo, o especialista disse que o papel do gestor é essencial para se conseguir o que deseja. “Tem que ter comprometimento e capacidade de ação. Lidere as iniciativas, seja protagonista da sua própria empresa, cerque-se de pessoas com conhecimento técnico e monte um bom sistema de gestão”, afirma. Veja abaixo suas recomendações para quem deseja fazer cortes de custos inteligentes na sua empresa.

1. Faça uma análise detalhada de seus gastos

Quanto mais minuciosa for, melhor. “Faça isso para definir metas compatíveis com cada área e negociar com as áreas e colaboradores”, explica Freitas. Ele também recomenda que esses gastos sejam agrupados em famílias ou classes, pois dessa maneira fica mais fácil fazer o diagnóstico e saber por onde começar na hora de fazer o corte.

2. Defina prazos e planos

As metas precisam ser desafiadoras, mas factíveis. “Tem que ser um desafio para sair da zona do conforto, mas tem que ser factível para que a pessoa não desanime na primeira rodada”, ensina o especialista. Os prazos são essenciais para nortear o gestor e os funcionários e devem ser cumpridos por todos.

3. Identifique parâmetros

O gestor precisa identificar o que faz com que determinado departamento ou funcionário gaste mais ou menos com energia elétrica, por exemplo. O que realmente interfere na conta? Faça uma lista dos parâmetros que a empresa deve usar.

4. Defina o plano de ação

O que precisa ser feito, quando e como será realizado são informações que devem estar no plano. Freitas explica que é preciso combinar as regras do jogo para que seja uma competição saudável. E, é preciso que as contas e os gastos sejam recalculados sempre.

5. Aponte as melhores práticas

É possível que uma área consiga bater as metas definidas e a comparação deve ser feita para incentivar as melhores práticas. “Só compare com áreas que sejam semelhantes”, diz Freitas.

6. Crie um sistema de acompanhamento

Seja um microempreendedor ou dono de uma empresa de médio porte, ter mecanismos de controle permite que o empresário persiga sempre os melhores resultados. Além disso, ajuda no monitoramento das ações que estão sendo trabalhadas.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais
    Noticias

    Matrículas para selecionados no Capacita + POA tem o prazo prorrogado

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais