65% dos varejistas prometem investir na transformação digital até 2021

Pesquisa aponta que dois terços dos varejistas vão investir em tecnologia para mudar completamente sua cadeia de suprimentos até 2021

A transformação digital deve levar os varejistas a concentrar seus esforços em três áreas-chave nos próximos anos: mão-de-obra, cadeia de suprimentos e fechamento da divisão digital-física. De acordo com estudo da Zebra, o Retail Vision Study, 72% dos varejistas planejam reinventar suas cadeias de suprimentos com visibilidade em tempo real, gerada por automação, sensores e dados de análise. De fato, 65% dos varejistas planejam investir na automação e nos estoques da cadeia de abastecimento até 2021. 

As lojas de varejo em todo o mundo enfrentam um aumento da demanda durante o fim do ano e a depender da organização da empresa, isso pode significar um tormento, ainda mais com a ascensão do comércio eletrônico. Nos EUA, por exemplo, usuários planejam fazer suas compras de Natal em uma variedade de canais de varejo, como páginas da web (59%), lojas de departamentos (57%) e pequenas empresas (25%).  

Quando os funcionários das lojas estão bem equipados com ferramentas orientadas por dados, os varejistas podem transformar visitas simples às suas lojas em experiências de compra enriquecedoras 

A capacidade de rastrear o estoque garantirá o cumprimento dos pedidos dos clientes. Sensores inteligentes, como RFID, permitem a entrega de pedidos no mesmo dia, a coleta na loja ou o envio mais rápido, já que equipamentos como scanners para capturar dados em armazém e soluções IoT (Internet of Things), através das operações da cadeia de suprimentos, facilitam cada etapa do processo.

Análise de comportamento

Os varejistas podem ajudar os clientes com ferramentas que alertam quando o inventário de qualquer produto é diminuído e também acompanham as tendências de compra com base na análise do comportamento geral dos clientes e da demanda do mercado.  

O Estudo Global do Consumidor, realizado pela Zebra, mostrou que 70% dos consumidores  já foram embora de uma loja sem comprar o que estavam procurando. No entanto, quando se trata de problemas de estoque reduzido, os revendedores podem reverter aquela frustração em venda de outro produto substitutooferecendo descontos ou outras opções para compensar o problema.

Fonte: No Varejo

Veja também

    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais
    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais