À espera do Terminal 2

Um dos trunfos da Infraero para evitar problemas com o movimento intenso de passageiros no fim de ano, o antigo terminal do aeroporto Salgado Filho está com muitas obras por fazer, apesar do ritmo intenso de…

Um dos trunfos da Infraero para evitar problemas com o movimento intenso de passageiros no fim de ano, o antigo terminal do aeroporto Salgado Filho está com muitas obras por fazer, apesar do ritmo intenso de trabalho. O superintendente da estatal no aeroporto da Capital, Jorge Herdina, confirma 1º de dezembro para a conclusão das obras.

A operação comercial, entretanto, dependerá do interesse das empresas aéreas em transferir suas operações. Azul e Webjet já mostraram disposição para ocupar as 22 posições de check-in. As companhias informaram que somente vão deslocar suas operações se o terminal oferecer condições técnicas adequadas. – Se for para oferecer um serviço pior aos nossos clientes, não mudaremos – disse o presidente da Azul, Pedro Janot. Segundo Janot, a Infraero informou que a reforma estará concluída apenas em 15 de dezembro. Além disso, não foram dadas garantias de que haverá oferta de serviços como ar-condicionado e alimentação em dezembro.

O presidente da Webjet, Guilherme Paulus, disse que ainda está avaliando a possibilidade de transferência. Segundo o empresário, o ritmo da reforma preocupa a empresa. O superintendente da Infraero disse que pretende deixar o terminal em “condições mínimas” de operação: – Nosso compromisso é entregar o terminal com os requisitos obrigatórios de operação no dia 1º de dezembro. Isso nós garantimos.

Os requisitos obrigatórios para o funcionamento do terminal, segundo Herdina, não incluem as operações comerciais, que serão licitadas à medida em que o aeroporto começar a receber voos regulares. Na próxima semana, estarão funcionando apenas o restaurante do segundo piso e um café no térreo, na área de embarque. Além disso, haverá 350 vagas de estacionamento.

Como ficará

– Embarque – a área de check-in terá 22 posições, mas não há nenhum balcão instalado ainda no local. Haverá quatro portas de embarque, todas com acesso pelo mesmo saguão. As paredes ainda estão sendo adaptadas.

– Desembarque – terá uma esteira de bagagem, já colocada. Os dois banheiros ainda estão sendo reformados. As esquadrias da porta de acesso começaram a ser instaladas ontem.

– Estacionamento – serão 350 vagas na primeira etapa. Até 2012, mais 450 vagas serão abertas na área hoje utilizada por autolocadoras.

– Deslocamento – a Infraero vai implantar um sistema de ônibus circular entre os dois terminais. Atualmente, um microônibus faz o trajeto, com intervalos de 15 minutos. A nova frequência não deverá exceder 10 minutos.

– Comunicação – a Infraero vai manter um ponto de informações para passageiros no Terminal 1, como forma de orientar passageiros com problemas de embarque. As empresas que transferirem suas operações também deverão manter uma estrutura de informação no Terminal 1 durante um mês.

– Operações comerciais – serão licitadas a partir do início das operações, sem data para conclusão. Na primeira etapa, funcionarão apenas um restaurante, que já existe no segundo andar, e um café na área de embarque.

– Táxis – a oferta de carros será definida de acordo com o volume de passageiros.

– Acessibilidade – não haverá escada rolante para acesso ao segundo andar. Existe um elevador para pessoas com deficiência.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais
    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais