A tecnologia deve ser implantada nas lojas com bom-senso e planejamento

As plataformas online mudaram a forma de venda e consumo, mas é preciso ter bom-senso e cuidado na hora de implementar tais tecnologias no varejo. Em um debate realizado na 3ª Edição da Feira Brasileira do…

As plataformas online mudaram a forma de venda e consumo, mas é preciso ter bom-senso e cuidado na hora de implementar tais tecnologias no varejo. Em um debate realizado na 3ª Edição da Feira Brasileira do Varejo (Febravar), Arthur Bender, empresário e especialista em estratégia de marcas, Gustavo Schifino, Diretor de Expansão da Trópico, Rafael Bohrer, Diretor de Criação da Agencia Global e Gabriele Bellini, fundador da Tectra, destacaram que o primeiro passo, antes de anunciar na internet, é conhecer bem a loja e não esquecer da relação pessoal com o consumidor.

O passo seguinte é produzir conteúdo nas redes e não apenas propaganda. “O consumidor não gosta de propaganda, ele não paga por isso. Mas ele paga por informação, que é o que atrai os clientes em meio a tantos anúncios em redes sociais”, afirmou o Diretor de Criação da Agência Global, Rafael Bohrer. Ele ainda ressalta que o varejo precisa se preparar, pois em 2018 teremos um novo perfil de cliente: os jovens nativos digitais, da Geração Z, que terão poder de compra. “Quem não tiver tecnologia, com bom-senso e cuidado, vai perder esse cliente”, alertou.

Arthur Bender, empresário e especialista em estratégias de marca, diz que é preciso compreender as necessidades do consumidor – tempo, confiança e carinho – e se adaptar a elas. Já Gustavo Schifino complementa ao afirmar que não adianta a loja ter toda tecnologia, se apenas os donos abraçarem o negócio. “Os funcionários e os vendedores também precisam querer que os negócios cresçam. É um trabalho em conjunto”, afirmou.

Hoje, de acordo com Gabriele Bellini, o e-commerce, que terá seu ápice quando a Geração Z começar a consumir, representa 10% das vendas do varejo. E a principal vantagem analisada por ele, nesse tipo de comércio, é a quantidade de informação que o lojista tem do cliente. “Nas lojas físicas ninguém fornece tantas informações pessoais, quanto em um cadastro na venda online”.

A Febravar acontece até amanhã, a partir das 10h, no centro de eventos do BarraShoppingSul. O tema do último dia será a Gestão do Varejo.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais