Academia Rio-grandense de Letras quer prédio histórico no centro da Capital

Presidente da entidade protocolou pedidos de doação do edifício da Rocco em Porto Alegre

O processo de desapropriação do prédio histórico da Confeitaria Rocco, no centro de Porto Alegre, levou o…

Presidente da entidade protocolou pedidos de doação do edifício da Rocco em Porto Alegre

O processo de desapropriação do prédio histórico da Confeitaria Rocco, no centro de Porto Alegre, levou o presidente da Academia Rio-grandense de Letras, Sérgio Augusto Pereira de Borja, a protocolar pedidos de doação do imóvel à entidade.

O dirigente encaminhou documentos ao prefeito José Fortunati e ao vereador Mauro Zacher (PDT), presidente da Câmara Municipal. Borja compara a pequena sede da instituição, no Edifício Santa Cruz, na Rua dos Andradas, a outras academias de letras espalhadas pelo país e pelo mundo para sustentar a reivindicação. — É só consultar no Google e ver-se-á desfilarem as academias de todos os Estados com magníficas sedes doadas pelos seus governos. Só o Rio Grande do Sul, que é o rei da cultura, não tem nada — lamenta. O prédio da confeitaria foi inaugurado em 1912. Em 23 de abril passado, a prefeitura declarou o imóvel de utilidade pública, abrindo caminho para a sua desapropriação. O valor da indenização aos atuais proprietários ainda deverá ser definido.

Veja também

    Noticias

    Matrículas para selecionados no Capacita + POA tem o prazo prorrogado

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais