Alvarás e impostos são os maiores entraves para os lojistas abrirem negócios, aponta o Sindilojas Porto Alegre

Lojistas da Capital apontaram as principais dificuldades dos empreendedores em pesquisa da Entidade

O Sindilojas Porto Alegre apresentou para a Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desburocratização (Freped), da Câmara de Vereadores, uma pesquisa realizada junto a lojistas da Capital que aponta os maiores entraves para se abrir um negócio. Grande parte dos entrevistados informaram que os alvarás e os impostos são as principais dificuldades para os empreendedores: 68,8% deles disseram que o Plano de Prevenção e Proteção contra Incêndios (PPCI) é a etapa mais demorada, seguido pela alta carga tributária (62,5%), alvará de funcionamento (50,0%), necessidade de obras para se adequar às exigências dos órgãos fiscalizadores (37,5%), demora na fiscalização e tempo de abertura de empresas (31,3%) e registro legal na Junta Comercial (25,0%).

A pesquisa ainda apontou que 85,7% dos lojistas não buscam apoio de órgãos ou instituições na hora da abertura da empresa. Para os empresários, o processo poderia ser reduzido caso todo o encaminhamento fosse realizado em um único local. Como sugestão, os lojistas também citaram que poderia haver um profissional habilitado para assessorar o processo do início até o fim e melhor orientação para o empreendedor sobre todos os documentos necessários.

O levantamento indica também que, dentre os pesquisados, 87,5% não abriram um novo negócio ou filial nos últimos 24 meses e, dos 12,5% que abriram, metade deles teve uma demora maior do que três meses. A maior parte dos entrevistados são de micro e pequeno porte.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais