Apoio à indústria têxtil

O Rio Grande do Sul, que já teve uma forte indústria têxtil, nascida na primeira metade do século passado, poderá recuperar o espaço que perdeu no cenário nacional. Um dos grandes obstáculos que levaram…

O Rio Grande do Sul, que já teve uma forte indústria têxtil, nascida na primeira metade do século passado, poderá recuperar o espaço que perdeu no cenário nacional. Um dos grandes obstáculos que levaram à decadência foi a carga tributária regional. Agora, o governo do Estado atendeu a uma antiga reivindicação do setor e publicou decreto com redução da base de cálculo do ICMS para 7% nas saídas de mercadorias da indústria têxtil realizadas por estabelecimento industrial ou comercial atacadista, desde que as mercadorias sejam destinadas à industrialização ou comercialização pelo destinatário. “Com esta ação, teremos aumento da competitividade da indústria gaúcha e ganho de participação de mercado nos produtos têxteis”, diz o secretário da Fazenda, Ricardo Englert. Embora adotada com atraso, o que custou muito à indústria gaúcha, a medida equiparará o Estado ao que já fazem Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais. O que falta, agora, são incentivos, como os criados pelo Ceará, que se tornou um dos principais polos têxteis do País.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais