Associação dos Bancos diz que greve dos vigilantes afetará mais o comércio

Entidade espera que todas as agências funcionem na segunda-feira

A greve dos vigilantes, prevista para iniciar na segunda-feira, deverá atingir mais o comércio do que os serviços bancários, na opinião…

Entidade espera que todas as agências funcionem na segunda-feira

A greve dos vigilantes, prevista para iniciar na segunda-feira, deverá atingir mais o comércio do que os serviços bancários, na opinião da Associação dos Bancos no Estado do Rio Grande do Sul. De acordo com o diretor jurídico da entidade, Flávio Couto, somente 11% dos serviços bancários são feitos nas agências. Os outros 89% são via caixas eletrônicos e pela internet. Couto ressalta que não é certo o fechamento de agências por causa da greve.

— Ainda vamos avaliar, mas, a princípio, todas as agências vão abrir. A greve vai afetar mais os supermercados e shoppings. O foco do problema será o comércio em geral — afirmou o diretor.

O SindiVigilantes do Sul aprovou na quinta-feira, em assembleia, o início da greve na próxima segunda-feira. A categoria pede 18% de aumento real e adicional para vigilantes bancários. Segundo o sindicato, as empresas ofereceram pouco mais de 7%. O sindicato representa cerca de 60 mil vigilantes em mais de 300 cidades gaúchas.

Veja também

    Noticias

    Cultura organizacional é foco do debate no Varejo Movimento

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA participa da abertura de Feira da Acomac

    Veja mais
    Noticias

    Comércio Solidário: Sindilojas Poa é parceiro da Fecomércio-RS

    Veja mais
    Noticias

    O público 60+ consome e precisa ser melhor atendido

    Veja mais