Audiodescrição: E-book Pós-NRF 2020

Bem-vindo ao e-book Pós-NRF com audiodescrição! Introdução O Sindilojas Porto Alegre preparou um compilado dos assuntos mais relevantes apresentados na NRF 2020, feira que aconteceu em Nova Iorque dos dias 12 a 14 de janeiro, e que trouxe conteúdos disruptivos e novidades exclusivas para o desenvolvimento do varejo. No maior evento de varejo do mundo, […]

Bem-vindo ao e-book Pós-NRF com audiodescrição!

Introdução

O Sindilojas Porto Alegre preparou um compilado dos assuntos mais relevantes apresentados na NRF 2020, feira que aconteceu em Nova Iorque dos dias 12 a 14 de janeiro, e que trouxe conteúdos disruptivos e novidades exclusivas para o desenvolvimento do varejo.

No maior evento de varejo do mundo, os principais temas abordados foram propósito das marcas e pessoas, além de visitas técnicas nas lojas que inspirarão a transformação neste ano. Nas próximas páginas, confira com exclusividade as principais tendências para o varejo que preparamos para você!

Boa leitura!

Capítulo 1: PROPÓSITO DAS MARCAS – Valores que conquistam os consumidores

Citação: “O mundo não precisa de outro fabricante competente de roupas ou calçados. O que o cliente precisa é de um sonho.” – Kevin Plank, presidente executivo e chefe de marca da Under Armor

MARCAS REAIS, CONSUMIDORES REAIS

Protagonismo, posicionamento e transparência serão as prioridades das marcas do futuro, e este foi o tema central da palestra de Monica Turner, vice-presidente da P&G e Craig Dubitsky, fundador da Hello Products. Estar em constante sintonia com os consumidores, abordando assuntos que dizem respeito ao propósito e missão da marca e que sejam adequados para as necessidades deste público que se transforma a todo momento fará com que se conquiste o coração e a fidelidade deles.

Citação: “Lutar por causas atuais e ser a voz do consumidor, isso é construir e liderar uma comunidade” – Monica Turner, vice-presidente da P&G

É nisso que a marca Hello Products, de produtos de higiene bucal, acredita. Segundo Craig, tudo é feito com carinho, amor e dedicação, visando fugir dos padrões dos concorrentes. Vestem a causa da transparência, oferecendo ao consumidor informações sobre os ingredientes, como os produtos são reciclados, a história da empresa e até mesmo a possibilidade de se comunicar com o dono por Skype.

#pracegover Na primeira imagem, vemos um printscreen do Instagram com a foto de um bebê sorrindo, sentado na pia de um banheiro em frente ao espelho, escovando os dentes com o produto da marca. Na segunda, vemos o site da Hello Products, em que aparece o seu fundador em um campo verde como cenário, vestindo uma camisa xadrez azul e uma camiseta por baixo, que diz friendly af, ao lado de um link para o visitante conversar com Craig.

 4 dicas para estar entre os melhores, segundo Craig Dubitsky: Transparência; Simplicidade e produto bonito; Fuja dos padrões; Não tenha medo de errar.

RECOMMERCE E LOGÍSTICA REVERSA

Com a intensificação da preocupação com o meio ambiente pelos consumidores, que vêm buscando cada vez mais ter informações a respeito dos processos que antecedem a compra, as marcas precisaram começar a desenvolver esta consciência. A aposta na durabilidade das peças, na implementação de logística reversa – processo no qual o produto retorna para a marca após o seu uso – e do recommerce – responsabilidade da marca de reciclar ou revender as peças usadas – visa completar o ciclo do produto, gerando a menor quantidade de resíduos possível, e sendo um diferencial para atrair clientes preocupados com esta questão. Em destaque: o crescimento esperado do recommerce é de 51 bilhões até 2023 (fonte: palestra “Modelo de negócio circular”, ministrada por Phil Graves e Tom Szaky na NRF 2020)

Citação: “Tudo pode ser reciclado, é apenas uma questão de saber se é lucrativo e fazê-lo. Um item infinitamente durável é infinitamente lucrativo.” – Tom Szaky, CEO da TerraCycle

Você pode escutar mais sobre logística reversa no e-book de Ecodesign do Sindilojas Porto Alegre acessando o link: https://bit.ly/311SzNY (este material não possui audiodescrição)

CASE: WORN WEAR

A sustentabilidade foi o tema abordado pela palestra de Phil Graves, chefe de desenvolvimento corporativo da Patagônia e Tom Szaky, CEO da TerraCycle, em que nos foi apresentado o Case da Worn Wear, que conta com a revenda de produtos usados da marca conhecida por seus casacos de inverno Patagônia, visando quebrar o ciclo “extrair – produzir – vender – descartar”. As etiquetas contam com um espaço com os nomes daqueles que já foram donos das peças, possibilitando uma aproximação com as histórias que envolveram cada uma das pessoas pelas quais a roupa já passou.

Citação: “Historicamente, essas cadeias de suprimentos circulares e modelos de negócios costumavam ser uma vantagem competitiva para marcas como a Patagônia, mas, no futuro, acredito firmemente que serão um meio para as empresas, marcas e varejistas, sobreviverem.” – Phil Graves, chefe de desenvolvimento corporativo da Patagônia

#pracegover No vídeo, vemos pessoas contando sobre a iniciativa da marca de reformar roupas usadas da estadunidense Patagônia para revender. Nos é apresentado as etapas da fabricação através de animações e entrevistas abordando o tema.

Capítulo 2: PESSOAS – Conexão é o futuro das marcas

Citação: “Não há melhor investimento que você possa fazer do que nas pessoas que você tem em sua equipe, que estão servindo as pessoas que estão pagando para você estar lá.” – John Furner, presidente e CEO do Walmart

O CONSUMIDOR DO FUTURO

Andrea Bell, Head da WGSN Insight, abordou os sentimentos e comportamentos que irão impactar os consumidores até 2022:

1. Medo – em meio a crises econômicas e política instável, estes sentimentos estão tomando conta do consumidor da atualidade. Este medo se manifesta de diferentes maneiras, como: ansiedade, incertezas financeiras e crises emocionais.

2. Descentralização – A flexibilização de horários de trabalho e a ansiedade na era da informação resulta em um mundo dessincronizado: os consumidores do futuro sentem como se não estivessem mais acompanhando as mudanças da sociedade.

Citação: “Aceleração social é o sentimento que a sociedade está se movendo mais rápido, mas ao mesmo tempo as pessoas sentem como se não estivessem acompanhando.” – Andrea Bell, Head da WGSN Insight

Andrea Bell destacou os novos perfis dos consumidores, divididos em três categorias:

1. Estabilizadores – visam a estabilidade, mas enfrentam “burnouts” (em inglês, esgotamento). Buscam por simplicidade na hora da compra, produtos que tragam calma, relaxamento e momentos de tranquilidade acima de tudo. Além disso, mais do que um comércio unificado, os consumidores desejam uma comunicação unificada, ou seja, o que você fala sobre a marca e o que comunica é o que você pratica.

2. Radicais otimistas – acreditam que o otimismo é uma escolha corajosa frente a tantas mudanças, entretanto, ainda apresentam dúvidas quanto ao futuro, questionando notícias e acontecimentos.

3. Novos otimistas – São os ativistas alegres e do bem. Consumidores assim buscam mudar o futuro através de ações, com ideias inovadoras e, posicionam-se com relação a assuntos políticos.

Em destaque: o consumidor busca um comércio com menos opções e menos informações, simplificando a compra.

O VAREJO CONFORME OS DADOS

O varejo é um gerador massivo de dados e, cada vez mais, poderemos melhorar a experiência de compra do cliente, capacitar funcionários e reinventar modelos de negócio, permitindo acompanhar as transformações do mercado assim que elas acontecem. Satya Nadella, CEO da Microsoft, palestrou sobre a necessidade de usar estes dados para o desenvolvimento e capacitação interna e para publicidade online, segmentando e buscando conhecer as características do público e oferecer soluções mais assertivas. Inteligências artificiais em lojas operacionais que otimizem a organização, sistemas de reconhecimento facial do cliente quando adentra a loja e outras formas de reter dados possibilitarão uma loja melhor, com funcionários mais capacitados e preparados para o novo consumidor. Utilize sua base de dados para: comprar melhor, se relacionar com o cliente e personalizar atendimento, produtos e serviços.

Citação: “Vocês têm, como varejistas, o ativo mais valioso: os dados de comportamento do consumidor para fins comerciais. A questão é como, através dos esforços de marketing, converter efetivamente isso em novos canais de publicidade online que possam beneficiar todas as marcas e fornecedores. Para mim, talvez isso seja necessário para reformular o varejo.” – Satya Nadella, CEO da Microsoft

Você pode ouvir a palestra no link a seguir: clique aqui. Você também pode escutar mais sobre dados e experiência do cliente no e-book A Era da Experiência do Sindilojas Porto Alegre acessando o link: clique aqui.

CONEXÃO PARA INSPIRAR

Garantir recursos para capacitar e inspirar cada vez mais o colaborador a acompanhar as mudanças do mercado e dos clientes têm sido o desafio de gerir tanto as grandes como as pequenas marcas. Mapeando pontos de frustração de modo a reconhecer as falhas no processo e buscar sugestões e propostas de melhoria, aliado com treinamentos objetivos e inovadores, a marca que se diferenciará poderá prosperar nos diversos futuros cenários. Fazendo a escolha certa, a mudança beneficiará do ponto de vista financeiro, competitivo e também no sentido de criar ambientes de trabalho cada vez mais agradáveis, oferecendo bons empregos no varejo e promovendo o crescimento do segmento.

Citação: “A mudança não á apenas a coisa certa a fazer, oferecendo bons empregos, mas é a coisa inteligente a ser feita do ponto de vista competitivo e financeiro.” – Zeynep Ton, professor e autor da MIT Sloan School of Management

Citação: “Acho que nosso papel liderando grandes organizações é garantir que nossas equipes tenham os recursos, a clareza e realmente todo um sistema e processo em torno deles para fazer o ambiente funcionar, para que possam se sentir bem-sucedidos.” – John Furner, CEO do Walmart EUA

DIVERSIDADE, INCLUSÃO E POSICIONAMENTO

O crescimento do número de mulheres executivas no varejo tem aberto a questão do compromisso do setor com as mudanças sociopolíticas. Cada vez mais os consumidores esperam posicionamento das marcas, incentivando a inclusão não apenas nas propagandas, mas sendo incorporadas nos valores da empresa. A Macy’s, uma loja americana de departamento, já anunciou metas e programas para obter representação étnica dentro da companhia.

Além disso, a promoção de uma mudança no mercado da moda também é inerente: as roupas e outros produtos devem ser pensados para além dos padrões, para que criemos um ambiente em que todos possam se encontrar e se encaixar. Posicionar-se, sem homogeneidades, será decisivo para diferenciar sua marca e, com certeza, direcionar ações para o mundo em que queremos viver.

Citação: “Historicamente, os homens recebem patrocínio e as mulheres recebem orientação, e isso é muito diferente para nossas carreiras. Enquanto mulheres, quanto mais pudermos patrocinar outras mulheres para elevá-las, e quanto mais pudermos incentivar os homens na liderança a fazerem o mesmo, é como acredito que podemos mudar essa dinâmica.” – Tammy Sheffer, diretora de pessoas da Rent the Runway

Você pode escutar mais sobre diversidade no e-book Moda Inclusiva do Sindilojas Porto Alegre acessando o link. Clique aqui.

Citação: “Tudo está prestes a ser diferente e queremos fazer parte dessa mudança. Queremos lidar com a inclusão de todos na conversa, o que nunca foi feito antes.” – Alexandra Waldman, cofundadora e diretora criativa da Universal Standard

Citação: “A diversidade está se tornando central para o sucesso que teremos como sociedade e o que faremos para mudar isso, porque não podemos mais fingir que isso não está acontecendo.” – Shannon Schuyler, diretora de Propósito e Inclusão na PwC

CASE STARBUCKS: um copo por vez

Promover a interação humana: este foi o resumo da palestra de Kevin Johnson. A Starbucks se posiciona como um espaço caloroso e acolhedor e seus produtos são pensados detalhadamente para que se possa compartilhar experiências únicas, com o lema “inspirar e nutrir o espírito humano, uma pessoa, uma xícara e uma vizinhança de cada vez”. Estratégias como a de escrever o nome do cliente no copo ou aquela em que o barista usa um microfone que usa processamento de linguagem natural, o que possibilita o contato visual e evita do atendente ter de olhar para o computador para registrar os pedidos, conforme citou o palestrante, são diferenciais no mercado, e com certeza o que faz com que a cafeteria que ganhou o mundo continue fidelizando clientes até hoje.

“Como seres humanos, fomos criados para interagir uns com os outros. É assim que obtemos apoio quando lidamos com as adversidades.” – Kevin Johnson, CEO da Starbucks

#pracegover No vídeo, vemos todo o processo de produção do café Starbucks, de trás para frente, ilustrado em bonecos animados de papel que são transformados a partir do copo clássico da marca. A narração segue comentando estes processos: é pessoal, rico em sabor, suave, torrado e balanceado.

PROGRAMAS DE FIDELIDADE

Com a promessa de aproximar os consumidores dos próximos lançamentos e aumentar a frequência da compra na troca de pontos, os programas de fidelidade também foram tendência na NRF 2020. Um bom exemplo do êxito desses programas é o Unlocked da Reebok, que foi demonstrado na NRF. Ele surgiu a partir da motivação de promover melhorias significativas na saúde dos usuários e mais lealdade à marca e, nos primeiros 6 meses o programa já contava com 2,5 milhões de usuários só nos Estados Unidos.

A cada ação, como criar uma conta e completar o perfil, o cliente ganha pontos. A cada nível, os pontos são convertidos em benefícios, como presente de aniversário, serviço VIP, acessos a vídeos exclusivos de ginástica e até customização das roupas e calçados da marca. Além disso, o acesso antecipado a produtos que não foram lançados, faz com que o consumidor se sinta exclusivo.

“É imperativo que as marcas criem conexões mais profundas e significativas com nossos consumidores todos os dias. Nosso objetivo final é aumentar o envolvimento do consumidor no ecossistema Reebok.” – Matthew Blonder, vice-presidente de marketing da Reebok

#pracegover No vídeo, nos é apresentado o programa de fidelidade da Reebok, e as imagens são de pessoas praticando esportes e se divertindo, vestindo os produtos da marca.

SUPERTENDÊNCIAS

LIVESTREAMS serão os queridinhos do varejo. Transmissões ao vivo para os seguidores com provas de roupas e looks, conteúdos de moda e participações especiais de famosos usando os produtos, prometem alavancar financeiramente as marcas que aderirem.

#pracegover Nas três imagens seguintes, vemos printscreens de uma livestream em que Kim Kardashian está sentada, olhando paletas grandes de maquiagens acompanhada por outras duas meninas, que parecem estar fazendo o mesmo.

COMPRAS EM REALIDADE VIRTUAL permitirão ao cliente experimentar e customizar as roupas e produtos virtualmente. A empresa Carlings promoveu a inovação através da câmera do Instagram, permitindo ao cliente que vista digitalmente as novas coleções da marca, agregando estampas a seu gosto.

#pracegover Na primeira imagem, vemos um menino posando para a câmera com uma camiseta branca lisa. A seguir, vemos um celular que aponta para ele, e, na tela, vemos uma ilustração nas cores laranja e verde na camiseta.

Capítulo 3: VISITAS TÉCNICAS

LEVI’S STORE – propósito

 Com recepção calorosa, a diversidade é a chave da Levi’s. Suas peças, que já são conhecidas pela qualidade e durabilidade, também são recicladas pela própria loja após o uso, a par da tendência da logística reversa apresentada na feira. Seus novos produtos já estão vindo de recursos sustentáveis e as etiquetas nas roupas vêm com dicas de cuidados para aumentar a durabilidade das peças.

#pracegover As imagens mostram a ambientação da loja, que conta com telas touchscreen que permitem a personalização virtual da peça, uma parede com linhas multicoloridas e catálogos físicos com amostras de tecidos e patches (espécie de adesivo para jaquetas, com diversos desenhos e formatos).

AMAZON 4 STARS – pessoas

A famosa empresa online desenvolveu uma loja física na qual são apresentados os produtos do site avaliados a partir de 4 estrelas, construindo a experiência a partir do toque e manuseio destes produtos. Se você é assinante da Amazon Prime, plataforma de streaming, você recebe um desconto!

#pracegover Na da loja da Amazon, vemos os produtos dispostos sobre mesas de madeira, um ao lado do outro, com etiquetas de preço nas cores da marca. Vemos também a sacola personalizada, laranja, a qual está sinalizada com “4-star”.

SHOWFIELDS – pessoas

Um grande exemplo de economia colaborativa está na Showfields: a loja apresenta diversas marcas e experiências sensoriais, toda decorada para atrair o cliente de qualquer forma. Até o bairro escolhido faz parte do conceito. Quer mais provas de que o fim das lojas físicas ainda está distante?

#pracegover A loja, com ambientação futurística, apresente paredes na cor roxa e espelhos, na qual foi tirada a primeira foto. A segunda mostra uma parede amarela em que as peças, como vestidos e conjuntos de camisa e saias estão dispostas de forma diagonal, em cabides, e no chão, em mesas escuras. Na terceira foto há discos de vinil decorando as paredes da sala escura, com uma estante de livros e cadeiras confortáveis, na qual um senhor está sentado.

NEIGHBORHOOD GOODS – propósito

Abrigando marcas nativas digitais e a favor do varejo de serviços, a loja promove o contato dos clientes com os produtos e traz, de 3 em 3 meses, novidades para o público. Para expor na Neighborhood, as marcas passam por uma curadoria e precisam estar em sintonia com a visão e os valores da empresa.

#pracegover A loja possui iluminação intensa, e apresenta as peças em cabideiros e expositores brancos. O lugar é amplo. Na próxima imagem, vemos prateleiras também na cor branca, expondo diversos produtos, que parecem ser de perfumaria. Por último, vemos uma outra sala com estantes brancas, luminárias vermelhas e um sofá, também branco.

STARBUCKS RESERVE – pessoas

Uma marca tão forte no mercado que vende até camisetas na loja. Diferenciando-se da Starbucks comum, a Reserve oferece produtos exclusivos e diferenciados, reforçando a interação com a marca e o amor pelo café através desta loja-conceito.

#pracegover A loja, diferente de todas as outras, possui o teto com luzes vermelhas e móveis luxuosos na cor dourada. O balcão de atendimento fica no centro, e possui dois andares com mesas na parte de cima. A fachada é marrom, possui madeira e uma estrela, designando este estabelecimento como o “Reserve”.

IKEA PLANNING STUDIO – propósito

A marca conhecida por oferecer móveis acessíveis com design diferenciado, está presente em NY com um conceito de mini showroom exclusivo para clientes com horário marcado, atendendo ao conceito nova-iorquino de apartamentos menores e planejados.

#pracegover Nas fotos, vemos sofás, tapetes e outros móveis da marca ambientando o local, com luzes aconchegantes e que destacam os produtos. Na segunda foto, são expostos em uma prateleira alta, com cada andar expondo um produto, tal como na Ikea maior.

LITTLE SPAIN – pessoas

A ambientação e a identidade visual falam por si: a marca tem como objetivo reunir a comunidade de amantes da cultura da Espanha, trazendo o sabor e o clima do país para a loja. A proposta de um lugar descontraído e que reúne a história da sua fundação, comercializando livros, comidas e bebidas é o diferencial da visita.

#pracegover O restaurante é ambientado para parecer uma lanchonete dos anos 80, com cores branco e vermelho e mesas circulares e cadeiras altas. As imagens mostram o bar de vinhos, a açougueria e o salão, com as mesas à disposição dos clientes.

CASPER – propósito

A loja apresenta espaços aconchegantes, proporcionando uma experiência exclusiva, permitindo que os clientes experimentem dormir em uma cápsula para um sono renovador, em um colchão da marca. A Casper também tem a sustentabilidade como prioridade: o cliente pode doar seu lençol antigo, com o incentivo de $25 na compra de um novo. Além dos colchões de alta qualidade, a loja possui travesseiros, produtos como cheiros, pijamas e livros sobre o tema “dormir melhor”.

#pracegover Na primeira imagem vemos uma prateleira branca expondo travesseiros em embalagens de cilindro, nas cores branco e azul. Na segunda, uma cama com lençóis cor-de-rosa e travesseiros com estampa de olhos fechados, e, aos pés, uma pantufa em formato de coelho. A terceira imagem mostra uma escala levando a uma porta com cortinas, onde fica a cápsula.

FLYING SOLO – pessoas

O varejo de serviço aparece novamente na Flying Solo, localizada em um bairro luxuoso e descolado da cidade. Focada na ambientação e no retorno comercial aos expositores, a aposta é para o público moderno e com maior poder aquisitivo.

#pracegover A loja tem uma luz mais baixa, evidenciando as peças em cabides e em mostruários transparentes na parede. Os calçados estão dispostos com luzes que chegam por detrás das peças. Na segunda imagem vemos bolsas multicoloridas dispostas na parede, e, na terceira, vemos os cabides com roupas pretas e azuis.

REBAG FLAGSHOP – propósito

Trabalhando com edições limitadas e bolsas de luxo famosas de segunda mão, a Rebag promove a compra de bolsas usadas com a opção de devolvê-las, trocando por crédito para novas compras. Todas as transações são feitas de forma online, sendo a loja física apenas um mostruário da marca.

#pracegover Em prateleiras compridas de madeira, as bolsas, de diversas cores e formatos, são dispostas para exposição. Em uma das fotos, vemos um tablet que possui as especificações de cada bolsa buscada.

BROMPTON BIKES – propósito

Esta marca britânica trabalha com bicicletas dobráveis, leves e práticas, que podem ser customizadas para cada cliente. A dimensão da loja, compacta, acompanha o conceito do produto, que conta também com uma oficina de reparos. A divulgação da empresa se dá por recomendações boca-a-boca, com reviews e compartilhamento das experiências dos próprios clientes.

#pracegover No vídeo apresentado, vemos um funcionário da loja montando a bicicleta “dobrável” de forma ágil e simples. Nas outras imagens, vemos as bikes dobradas em prateleiras, e a fachada da loja, escura com desenhos em neon.

B8TA – pessoas

A marca é uma loja de varejo de serviços, chamada de “varejo para descobrir” por permitir a experiência de tocar e interagir com os produtos, e, diferentemente das outras, é voltada para produtos eletrônicos e novidades do tipo. A B8TA já é famosa nos Estados Unidos por apresentar produtos diferentes e inovadores a todo momento.

#pracegover A foto demonstra que a loja possui paredes transparentes, e seus produtos ficam dispostos em mesas, e os clientes podem interagir com eles. A loja é ampla e iluminada, com piso cinza, e, na ocasião, com muitas pessoas visitando.

 

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais