Avanço da inadimplência preocupa lojistas

O mês de janeiro ainda não terminou, mas já preocupa os lojistas em relação a possíveis prejuízos por conta da inadimplência. Em dezembro passado, a taxa registrada pelo Serviço de Proteção ao…

O mês de janeiro ainda não terminou, mas já preocupa os lojistas em relação a possíveis prejuízos por conta da inadimplência. Em dezembro passado, a taxa registrada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) da Capital alcançou 11,9%, ante 11,7% em 2007. Os números de janeiro deverão estar disponíveis no início de fevereiro.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), Vilson Noer, considerou o índice preocupante. “O que ocorreu em dezembro merece atenção, pois apresenta tendência de crescimento”, disse. Segundo ele, o acúmulo de compromissos, como o pagamento de tributos municipais e estaduais, matrículas escolares, entre outros, são fatores que levam o cliente à inadimplência após as compras natalinas. “Verificamos essa tendência anualmente e, para que as taxas diminuam, a orientação

é o lojista se resguardar dos riscos”, frisou Noer.
Segundo o presidente do Sindicato dos Lojistas (Sindilojas), Ronaldo Sielichow, a devolução de cheques é um problema para o setor. Para ele, esse quadro pode ser driblado se, por exemplo, os comerciantes consultarem o SPC para identificar a situação cadastral do consumidor. Outra alternativa é incentivar o uso de cartão de crédito, que garante a venda, embora o recebimento ocorra 30 dias após o negócio. Dados da Serasa indicam alta de 8% na inadimplência no país em 2008, a maior desde o acumulado janeiro/dezembro de 2006 (10,3%).

Veja também

    Noticias

    Pronampe: 30 bi e carência de 2 anos para empreendedores do RS

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Governo do RS atualiza lista com municípios em estado de calamidade e postergaç...

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA e CDL POA promovem ação para limpeza do Centro Histórico da Capital

    Veja mais
    Noticias

    Cartilha Estado de Calamidade: seguros disponíveis e auxílio reconstrução

    Veja mais