Baixa renda na mira

O dinheiro continua sendo a forma preferida de pagamento pelas classes C e D no Brasil, aponta estudo encomendado pela MasterCard ao Instituto Ipsos, para conhecer os hábitos da população de baixa renda sobre…

O dinheiro continua sendo a forma preferida de pagamento pelas classes C e D no Brasil, aponta estudo encomendado pela MasterCard ao Instituto Ipsos, para conhecer os hábitos da população de baixa renda sobre o uso dos meios eletrônicos de pagamento e consumo em geral. De acordo com a pesquisa, 27% dos entrevistados possuem somente cartão de débito, enquanto 25% detêm apenas cartão de crédito. Mas, ao analisar apenas a relação dos bancarizados das classes C e D com produtos financeiros, o estudo concluiu que 80% têm cartão de débito, 69%, conta corrente, 52%, poupança, e 49%, cartão de crédito.

Com base nesses números, a MasterCard lançará iniciativas para tentar mudar o comportamento do consumidor. – A MasterCard enxerga enorme potencial a ser explorado com o cartão de débito no país e está fazendo algumas mudanças estratégicas que estimularão o uso, especialmente para transações de menor valor, e a aceitação do produto no comércio – anuncia Maurício Alves, vice-presidente de produtos da MasterCard Brasil.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    Noticias

    Matrículas para selecionados no Capacita + POA tem o prazo prorrogado

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais