Brasileiro paga mais pela Internet

O Brasil lidera o ranking de países emergentes com tarifas de acesso à Internet mais elevadas, segundo levantamento feito no Brasil, Argentina, Chile, Rússia e República Tcheca pela consultoria IDC. Os…

O Brasil lidera o ranking de países emergentes com tarifas de acesso à Internet mais elevadas, segundo levantamento feito no Brasil, Argentina, Chile, Rússia e República Tcheca pela consultoria IDC. Os custos são altos para fazer a conexão tanto por meio da tecnologia das operadoras de telefonia fixa (ADSL) quanto pela das TVs por assinatura (cable modem).
Ao pesquisar 15 provedores de banda larga no Brasil, o IDC apurou que o custo médio para a velocidade mínima, de 128 quilobits por segundo (Kbps) era de 30 dólares em julho. No Chile, com velocidade mínima de 300 Kbps, o preço era de 34,71 e na Argentina, 512 Kbps saíam por 27,05. O preço mínimo na conexão via cabo, no Brasil, para 200 Kbps é de 32,60 dólares. Argentinos pagam 15,90 por 640 Kbps e chilenos, 38,70 por 1 mega. Na República Tcheca paga-se 17,68 dólares por 2 megas de conexão.

Veja também

    NoticiasMarketing

    NRF 2024 vista por dentro

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Encerrada a etapa das 4 edições do Talks pré 11ª FBV

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre recebe prêmio da Confederação Nacional do Comércio (CNC)

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Funcionamento do comércio no feriado de Tiradentes: saiba como será

    Veja mais