Brasileiro paga mais pela Internet

O Brasil lidera o ranking de países emergentes com tarifas de acesso à Internet mais elevadas, segundo levantamento feito no Brasil, Argentina, Chile, Rússia e República Tcheca pela consultoria IDC. Os…

O Brasil lidera o ranking de países emergentes com tarifas de acesso à Internet mais elevadas, segundo levantamento feito no Brasil, Argentina, Chile, Rússia e República Tcheca pela consultoria IDC. Os custos são altos para fazer a conexão tanto por meio da tecnologia das operadoras de telefonia fixa (ADSL) quanto pela das TVs por assinatura (cable modem).
Ao pesquisar 15 provedores de banda larga no Brasil, o IDC apurou que o custo médio para a velocidade mínima, de 128 quilobits por segundo (Kbps) era de 30 dólares em julho. No Chile, com velocidade mínima de 300 Kbps, o preço era de 34,71 e na Argentina, 512 Kbps saíam por 27,05. O preço mínimo na conexão via cabo, no Brasil, para 200 Kbps é de 32,60 dólares. Argentinos pagam 15,90 por 640 Kbps e chilenos, 38,70 por 1 mega. Na República Tcheca paga-se 17,68 dólares por 2 megas de conexão.

Veja também

    Noticias

    O Sindilojas Porto Alegre é finalista do Top de Mkt ADVB/RS 2024

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades desta semana para as obras no Centro da capital

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Vendas de eletrodomésticos típicos de frio estão em alta

    Veja mais
    Noticias

    Entidades empresariais cobram agilidade da União para a liberação de recursos a...

    Veja mais