Centro Popular de Compras, um sonho adiado

Foi com muito pesar que o Sindilojas Porto Alegre recebeu, na última semana, a notícia de adiamento da inauguração do Centro Popular de Compras, o Camelódromo. Com data marcada inicialmente para novembro,…

Foi com muito pesar que o Sindilojas Porto Alegre recebeu, na última semana, a notícia de adiamento da inauguração do Centro Popular de Compras, o Camelódromo. Com data marcada inicialmente para novembro, havia grande expectativa por parte dos lojistas, ansiosos pela renovação do Centro Histórico da Cidade, com um Natal livre de ruas livres do comércio informal. Em defesa dos lojistas da Capital, o Sindilojas encaminhou carta ao prefeito José Fogaça, manifestando total desacordo com o adiamento. O material foi publicado na Coluna do Varejo, espaço do Sindicato no Jornal do Comércio, nesta segunda-feira. Abaixo segue carta encaminhada ao prefeito José Fogaça.

Carta aberta ao Prefeito José Fogaça

O Sindicato dos Lojistas do Comércio de Porto Alegre, surpreendido com a notícia da transferência da inauguração do Centro Popular de Compras (Camelódromo) para o mês de janeiro de 2009, registra a contrariedade manifestada pelos seus representados, tendo em vista o compromisso do Poder Público Municipal, reiterado em várias oportunidades, de realizar a inauguração no mês de novembro do corrente ano.

A instalação do comércio ambulante em local apropriado, que permite atendimento confortável aos seus clientes, longe das intempéries do tempo e de outros dissabores que acontecem na via pública, pela ausência de conforto e segurança, é de extrema importância para valorizar os comerciantes, ao mesmo tempo que colabora para melhorias no Centro Histórico da Capital.

As tratativas que resultaram dessa decisão, não tiveram a participação deste Sindicato, como seria de se esperar, pois representamos os lojistas que se sentem prejudicados.

Considerando que a obra do Camelódromo se encontra em sua fase final, estamos entendendo que eventuais atrasos na instalação de um, ou outro acessório, não é motivo para procrastinação dessa operação. Os comerciantes em particular, e a sociedade em geral, querem e desejam a instalação do camelódromo, razão pela qual é inaceitável que ocorram prorrogações

Atenciosamente,

João Rodrigues
Presidente em exercício

Veja também

    Noticias

    Pronampe: 30 bi e carência de 2 anos para empreendedores do RS

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Governo do RS atualiza lista com municípios em estado de calamidade e postergaç...

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA e CDL POA promovem ação para limpeza do Centro Histórico da Capital

    Veja mais
    Noticias

    Cartilha Estado de Calamidade: seguros disponíveis e auxílio reconstrução

    Veja mais