Cinco dicas para identificar o estilo do seu comprador

Faz uma toda diferença conhecer o estilo comportamental do outro negociador. Os estilos são tendências que as pessoas naturalmente desenvolvem para atingir seus objetivos e vencer barreiras. De acordo com o…

Faz uma toda diferença conhecer o estilo comportamental do outro negociador. Os estilos são tendências que as pessoas naturalmente desenvolvem para atingir seus objetivos e vencer barreiras. De acordo com o modelo utilizado pelo autor do livro “Negociação Total”, José Augusto Wanderley, existem quatro tipos de estilos comportamentais que são: catalisador, apoiador, analítico e controlador. Para facilitar a aceitação, o comprometimento e o fechamento de uma venda é extremamente útil negociar levando em conta as características comportamentais de cada estilo de negociador. Veja a seguir as dicas do especialista, que tem mais de 20 anos de experiência em treinamentos, palestras e consultoria na área de negociação e liderança:

1 – Saiba como abordar cada estilo comportamental

Catalisador – Como ele tem necessidade de reconhecimento, deixe-o se sentir uma pessoa única e singular. Elogie, mas é preciso saber elogiar, isto porque cada pessoa é única e um elogio mal dado pode se transformar numa ofensa. As melhores abordagens são: facilidade, rapidez, novidade, liderança, disponibilidade, e não ficar com muitos detalhes. Esclareça na abordagem qual é a impressão que ele conseguirá passar para os outros a partir dessa aquisição.

Apoiador – Ele precisa se sentir aceito, então, considere aspectos como harmonia, bons sentimentos, boas relações humanas, satisfação garantida, ausência de conflito, assistência e follow up. O que o seu produto irá proporcionar?

Analítico – Esse estilo de comprador não gosta de correr riscos, ele gosta de segurança. Ofereça sistematização, com todos os dados disponíveis, demonstre segurança para a tomada de decisão, mostre a vantagem de decidir e não adiar, e tenha alternativas para a análise. Convém comprovar a idoneidade e legalidade de documentações envolvidas na negociação.

Controlador – Obter resultados é a necessidade desse perfil. Proporcione a sensação de que ele está fazendo um bom negócio, e ainda: com total privacidade. Evite qualquer confronto. Considere a necessidade de atingir metas, os resultados para ganhar tempo e dinheiro, a ação independente. Foque em realização.

2 – Identifique o estilo do cliente

Para identificar o estilo do comprador, o negociador deve estar atento a dois eixos. O primeiro é o dominante-condescendente. Uma pessoa dominante é assertiva, incisiva e que gosta mais de se impor. Já uma pessoa condescendente é uma pessoa mais reativa. O outro eixo é o formal–informal. Uma pessoa formal é mais racional e uma pessoa informal é mais emocional. Assim os catalisadores são dominantes e emocionais. Já os apoiadores são condescendentes e emocionais. Os analíticos são condescendentes e racionais, e os controladores são dominantes e racionais.

3 – Explore bem o estilo do cliente

Os bons negociadores perguntam bastante e estão atentos às respostas que suas ações provocam. Para saber quais as reais necessidades do comprador é importante que se conheça não apenas o estilo comportamental do cliente, mas também que se faça o que em técnicas de venda é conhecido como a fase de exploração, ou seja, coleta e busca de informações. É preciso ter cuidado com conclusões precipitadas. Para realizar uma boa exploração é necessário saber perguntar – e muito – sobre fatos, os problemas, as soluções e os benefícios que o cliente está buscando.

4 – Conheça as suas próprias preferências e aversões

Obviamente, há estilos com os quais preferimos negociar e é fundamental identificar isso. Ficar negociando somente com o seu espelho pode dificultar o alcance das suas metas, e atrapalhar a identificação de oportunidades. Além disso, é necessário agir em toda negociação com elegância e sutileza. Portanto, desenvolva a competência de negociar com pessoas cujo estilo de negociação você gosta menos.

5 – Pratique continuamente até automatizar

Uma vez que se conheça a teoria dos estilos é importante praticar, treinar muito para que possa perceber o perfil do seu cliente automaticamente, sem pensar muito. É preciso ir além da teoria e praticar, assim como dirigir automóvel. Para treinar, pode ser útil começar a identificar as pessoas do seu convívio e exercitar.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais