Classes C e D ainda não sentem crise

As classes C e D na América Latina ainda não sentiram os efeitos da atual crise econômica global. Esse é o resultado de uma pesquisa da McCann Erickson, que ouviu 1720 pessoas no Brasil, Chile, Colômbia,…

As classes C e D na América Latina ainda não sentiram os efeitos da atual crise econômica global. Esse é o resultado de uma pesquisa da McCann Erickson, que ouviu 1720 pessoas no Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Honduras, México e Panamá. Por aqui, foram ouvidos 618 homens e mulheres entre 25 e 60 anos, com renda entre R$ 600 e R$ 3 mil, de todas as regiões do país. Para 58% delas, a sua atual situação econômica não difere da mesma de três meses atrás, enquanto que 50,3% acredita que vida em um ano irá melhorar (contra 25% de quem acredita no contrário). Apesar disso, 66,2% dos ouvidos se dizem preocupados ou muito preocupados com a crise econômica e, em caso de agravamento, deverão cortar gastos em Lazer, Vestuário, Cartões de Crédito e Celular.

Veja também

    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre recebe prêmio da Confederação Nacional do Comércio (CNC)

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Funcionamento do comércio no feriado de Tiradentes: saiba como será

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre tem reunião com o prefeito Sebastião Melo

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA acompanha lançamento de agenda legislativa na Fecomércio RS

    Veja mais