Climatização de shoppings pode ter vistoria

Um grupo de empresários, engenheiros e fiscais da vigilância sanitária irá apresentar hoje à Câmara de Vereadores um anteprojeto de lei municipal para o controle de qualidade do ar em ambientes…

Um grupo de empresários, engenheiros e fiscais da vigilância sanitária irá apresentar hoje à Câmara de Vereadores um anteprojeto de lei municipal para o controle de qualidade do ar em ambientes climatizados não residenciais. O objetivo é fazer valer no município a Portaria 3.523 (de 1998) que remete à Norma (NBR) 13.197 do Ministério da Saúde, que exige que empreendimentos, principalmente os com alto fluxo de pessoas, que se utilizam de sistema de ar-condicionado central implementem o Plano de Manutenção, Operação e Controle (PMOC), criado para monitorar e adequar a qualidade do ar em ambientes de uso coletivo.

Mais do que um simples cuidado com os equipamentos, a existência desse trabalho nos sistemas de climatização é uma obrigação legal sob risco de autuação e multa em caso de fiscalização da vigilância sanitária, mesmo assim, na Capital, as vistorias não alcançam empreendimentos comerciais -– apenas os da área de saúde. Organizado pela Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar-condicionado, Aquecimento e Ventilação (Asbrav), o anteprojeto prevê advertência e multa para todos os estabelecimentos não residenciais que, não estando em dia com a manutenção do sistema de ar central, não cumprirem prazo de adequação à normativa. A entidade ressalta que a medida traz economia e segurança para as empresas, uma vez que são minimizados custos de ações corretivas.

De acordo com o primeiro vice-presidente da entidade, Cesar Augusto De Santi, o texto que será entregue aos vereadores orienta que o plano de uso comercial e industrial sirva de base para uma lei de controle do ar em ambiente climatizado em Porto Alegre. “A vigilância sanitária da Capital está carecendo de pessoal para realizar a fiscalização”, justifica Santi, ao revelar que o anteprojeto inclui um parágrafo que determina que o município deverá angariar recursos para o cumprimento da lei, se aprovada, criando mecanismos de vistorias e ampliação da fiscalização que atualmente é realizada em estabelecimentos da área da saúde, como hospitais e clínicas. “Por enquanto, não há fiscais suficientes, por isso a necessidade de orçamentação para contratar e treinar mais gente”, reforça o dirigente.

Segundo o coordenador da Vigilância da Prefeitura, Anderson Lima, a fiscalização em Porto Alegre ocorre desde 2003 nos serviços hospitalares de média e alta complexidade, como hospitais, clínicas e laboratórios, onde é exigida apresentação do Plano de Manutenção. “Durante a vistoria é verificado o cumprimento do mesmo. No entanto, esta exigência é feita apenas aos estabelecimentos que estão no escopo da vigilância em saúde.” Lima observa que a Anvisa também tem priorizado locais de maior risco e vulnerabilidade associados.

Santi destaca que a boa manutenção do ar traz benefícios para a saúde, além de economias do usuário, que gastará menos energia e evitará paradas acidentais do sistema por desgaste e falta de cuidados do equipamento. Os projetos arquitetônicos futuros já são elaborados baseados nas normas brasileiras de qualidade.

Cientes da importância do serviço, administrações de shop-pings da Capital já cumprem a normativa. É o caso do Shopping Total, que há sete anos tem contrato de prestação de serviços com a empresa São Carlos. “Diariamente, dois técnicos permanecem no prédio, desde a abertura até o fechamento das lojas”, diz o gerente de operações do empreendimento, João Gabriel Pretto.

Veja também

    Noticias

    Associados do Sindilojas POA tem opção de consultoria gratuita para retomada dos...

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Funcionamento das lojas após as enchentes é objeto de pesquisa do Sindilojas POA

    Veja mais
    Noticias

    Pronampe: 30 bi e carência de 2 anos para empreendedores do RS

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Governo do RS atualiza lista com municípios em estado de calamidade e postergaç...

    Veja mais