Com férias, cresce o uso da internet

As férias escolares de julho levaram os números de uso de internet no país a bater dois recordes. Foram 23,7 milhões de brasileiros usando a rede em casa, com tempo médio de 24 horas e 54 minutos por…

As férias escolares de julho levaram os números de uso de internet no país a bater dois recordes. Foram 23,7 milhões de brasileiros usando a rede em casa, com tempo médio de 24 horas e 54 minutos por pessoa.

Os dados foram divulgados ontem pelo Ibope/NetRatings. O número de pessoas que acessaram a rede mundial de computadores foi 3,5% superior ao apurado em junho de 2008 e 28% maior que os 18,5 milhões divulgados em julho de 2007, além de ser o maior desde o início da pesquisa, em setembro de 2000.

– Tradicionalmente, o mês de julho, de férias escolares, mostra crescimento no tempo de uso – comentou Alexandre Sanches Magalhães, gerente de análise do Ibope/NetRatings.

Com mais tempo para ficar em casa, os alunos turbinaram a pesquisa.

– A relação do usuário mais jovem com a internet é de paixão extrema, ao contrário das gerações que nasceram sem a web – disse Magalhães.

O tempo médio de navegação foi uma hora e 42 minutos maior que o de junho, o maior já alcançado no país desde o início da pesquisa.

Além disso, o brasileiro continuou a ser o internauta residencial que navegou por mais tempo, comparado com os outros nove países medidos com a mesma metodologia: Brasil, Estados Unidos, Austrália, Japão, França, Alemanha, Itália, Suíça, Espanha e Reino Unido.

Os países que mais se aproximaram do tempo residencial médio do internauta brasileiro foram a Alemanha (21h06min), os Estados Unidos (20h50min), a França (20h17min) e o Japão (19h21min).

A quantidade de pessoas com acesso residencial à internet, dado que é trimestral, continuou a indicar que 35,5 milhões de pessoas podem acessar a rede mundial de computadores a partir de seus lares. Os dados relativos ao primeiro trimestre de 2008 do Global Internet Trends – GNetT permaneceram indicando que 41,565 milhões de pessoas com 16 anos ou mais declararam ter acesso à internet em qualquer ambiente (casa, trabalho, escola, cybercafés, bibliotecas e outros locais).

O estudo considera internautas os que usaram pelo menos uma vez a rede mundial de computadores durante o mês.

Veja também

    Noticias

    Matrículas para selecionados no Capacita + POA tem o prazo prorrogado

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais