Comissão da Assembleia Legislativa rejeita projeto que obriga lojas a disponibilizar pagamento via boleto

O projeto de lei estadual 132/08, de autoria do deputado Gerson Burmann (PDT), foi rejeitado pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. A proposta visa obrigar os estabelecimentos…

O projeto de lei estadual 132/08, de autoria do deputado Gerson Burmann (PDT), foi rejeitado pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa. A proposta visa obrigar os estabelecimentos comerciais a oferecerem o pagamento de compras parceladas através de boletos bancários. A expectativa do autor do projeto era de que a modificação traria maior comodidade ao consumidor, uma vez que as parcelas da compra poderiam ser quitadas em qualquer casa lotérica ou agência bancária.

Mas um trabalho realizado pela Fecomércio-RS e por sindicatos de todo o Estado mostrou que o projeto acarretaria em um encarecimento da relação de consumo entre empresas e clientes. O custo do boleto teria de ser repassado ao cliente. Conforme explicou o cientista político da Fecomércio-RS, Rodrigo Giacomet, houve um esclarecimento aos deputados quanto aos prejuízos. A proposta ainda segue em tramitação.

Veja também

    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre recebe prêmio da Confederação Nacional do Comércio (CNC)

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Funcionamento do comércio no feriado de Tiradentes: saiba como será

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre tem reunião com o prefeito Sebastião Melo

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA acompanha lançamento de agenda legislativa na Fecomércio RS

    Veja mais