Como fazer seu e-commerce aparecer nas primeiras posições do Google

O e-commerce é um dos poucos segmentos que vem se dando bem ao driblar a crise sem precedentes pela qual o país está passando. E essa vitória se deve principalmente ao público consumidor, que a cada dia se convence mais da comodidade das compras on-line. Por outro lado, esse cenário de crescimento exponencial aumenta a […]

O e-commerce é um dos poucos segmentos que vem se dando bem ao driblar a crise sem precedentes pela qual o país está passando. E essa vitória se deve principalmente ao público consumidor, que a cada dia se convence mais da comodidade das compras on-line. Por outro lado, esse cenário de crescimento exponencial aumenta a obrigação dos empreendedores do meio digital no sentido de colocar no ar um site bem feito, capaz de galgar posicionamentos de destaque na busca do Google. Mas é só falar no algoritmo desse mecanismo de busca que você já se perde? Então realmente precisa conferir as dicas do nosso post de hoje para ficar por dentro do que é preciso fazer para seu e-commerce aparecer nas primeiras posições do Google. Confira:

Técnicas de SEO
O Search Engine Optimization (SEO) é o beabá para quem quer ver o próprio negócio deslanchar na web. Isso porque abrange as melhores práticas para que seu site esteja ao alcance dos robôs do Google, indo desde a inserção de palavras-chave no conteúdo, passando por uma URL amigável até chegar às imagens com Alt Tag preenchido. Acredite: seu e-commerce precisa de tudo isso e muito mais!

Produção de conteúdo
Se você quer se sobressair nas vendas on-line, o melhor que tem a fazer é investir no marketing de conteúdo, apostando na divulgação de textos que, muito antes de tentar vender um produto ou serviço, prestam serviços de utilidade pública a clientes em potencial. E antes que você se pergunte como é que os robôs do Google avaliam se tal conteúdo é útil ou não é, saiba que eles têm os algoritmos programados para analisar a escaneabilidade de cada material, ou seja, se o volume de palavras é razoável, se há palavras-chave suficientes, quantos visitantes acessaram, se o texto em questão está dividido por intertítulos e assim por diante.

Experiência do usuário
Com a popularização das plataformas mobile, a expressão experiência do usuário ganhou um destaque enorme. Mas você sabe realmente do que se trata? Simples: consiste na menor ou na maior facilidade que um usuário experimenta ao acessar o site. Ele consegue chegar rapidamente à informação desejada? Os dados ficam gravados para que ele não precise preencher o mesmo formulário todas as vezes em que entrar no site? Toda essa usabilidade favorece a permanência do possível cliente no seu domínio e, consequentemente, conta como critério de ranqueamento do Google.

Velocidade de carregamento
A velocidade de carregamento do site é parte indissociável da experiência do usuário. É inclusive possível dizer que uma página que demora incontáveis minutos (sim, poucos minutos já são inaceitáveis quando o assunto é banda larga) para abrir está fadada ao esquecimento. E esse triste fim não se dará só por responsabilidade do usuário, que certamente se irritará e pulará para outro domínio, mas também pelo próprio Google, que entenderá a evasão como um sinal comprobatório de que ali está sendo oferecido conteúdo de má qualidade.

Autoridade do domínio
A autoridade do domínio é a meta final a ser alcançada por seu e-commerce, significando que o site se tornou uma referência na indústria e teve a credibilidade reconhecida pelo Google em função de vários fatores. Aí entram o número de links relevantes que apontam para seu domínio, o volume de acessos, a pequena taxa de rejeição, a frequência de publicação de conteúdo e muito mais. E para chegar lá não há segredo, só trabalho!

Demos aqui alguns dos ingredientes dessa receita de bolo que é o posicionamento no Google. Porém, saiba que a consolidação da sua presença on-line demanda muito mais que isso. É preciso fazer um acompanhamento constante dos resultados para afinar sua estratégia. Como já deve ter percebido, seu desafio está apenas começando. Mas nada de desanimar, porque a recompensa com certeza valerá a pena!

 

Fonte: E-commerce Brasil

Veja também

    PesquisaNoticias

    Na comparação com o Dia dos Namorados de 2023, 17% dos lojistas dizem ter vendid...

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra no Centro da capital

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Créditos do BNDES: empresário, você tem acesso a este recurso

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Sondagem do Sindilojas POA prevê Dia dos Namorados tímido para o comércio na ca...

    Veja mais