Como manter uma equipe sempre comprometida?

Veja cinco conselhos de especialistas no tema que podem ajudar sua organização a conseguir maior fidelidade e identificação das pessoas que trabalham nela

Por mais que os gerentes de setor sejam responsáveis por coordenar a execução das atividades, é antes de tudo a alta gerência que deve assegurar uma boa cultura organizacional. Por isso , os especialistas recomendam seguir alguns passos , como ” avaliar as ferramentas existentes , conectar os funcionários com os valores , implementar as linhas de comunicação abertas , selecionar a mensagem e viver a marca”, diz Alice Cinzento Harrison , gerente de comunicação interna da Dixon Hughes Goodman e professora do Programa de Especialização em Comunicação ( PAEC ) da univerdade de San Martin de Porres, no Peru. Dessa forma, você pode conseguir uma maior lealdade pessoal e identificação com a empresa.

É vital que os trabalhadores vistam a camisa e desenvolvam altos graus de sentimento de pertencimento à organização e profissionalismo. “É um dos fatores na pirâmide da hierarquia das necessidades de Maslow: pertença e amor. Essas exigências se concentram nos aspectos sociais de relacionamentos pessoais e buscam a interação social entre as pessoas. Cobrindo essas necessidades podemos facilitar a cooperação e promover o trabalho em equipe” , diz Rosalinda Villalva, diretora da Consultoria Gerencial , no Equador.

E a verdade é que as ações a considerar variam de pequenos detalhes a questões fundamentais . Pelo menos desde a década de 90 o que está sendo desenvolvido sob o nome de “engajamento” é que os trabalhadores se sintam entusiasmados com seu trabalho. Se as empresas entenderem o que é engajamento, terão trabalhadores muito mais comprometidos com o que fazem. Isso faz uma grande diferença no comportamento das empresas. Há cada vez mais evidências de que quanto mais forte é o envolvimento, melhores o desempenho e os resultados para uma organização ” , diz Stuart Woollard, consultor associado da Feller e diretor do Conselho de Administração da Aprendizagem da Kings College London.

Villalva relata um caso: “certa vez, o gerente de uma empresa nos procurou porque sentiu que sua equipe não estava vestindo a camisa: ninguém fez nada além do que foi orientado. Ao fazermos um diagnóstico, percebemos que isso se deveu ao tratamento rude de alguns executivos e às vezes do próprio dono do negócio com os funcionários. Havia pouca atenção a certos serviços, tais como refeições e transporte, além de mobiliário danificado, atrasos de salários e restrições às datas em que os trabalhadores poderiam gozar férias”.

Entre as medidas sugeridas por Villalva e sua equipe, a questão chave foi garantir uma comunicação eficiente. Não é por nada é uma das principais recomendações são entregues na melhoria do nível de comprometimento na organização. “Ver que seu chefe está informado e comprometido gera um maior engajamento e dá um forte impulso para a comunicação. Quando o líder não sabe o que está acontecendo na empresa ou não dá atenção, a equipe perde o interesse”, diz Rodrigo Ramirez , sócio da BW Comunicação Interna, do Chile.

A falta de comunicação pode acontecer, por exemplo, diz Villalva , em organizações onde “os gestores trabalham por trás de portas fechadas , mal trocam cumprimentos com a equipe, só se dirigem aos trabalhadores por meio de gerentes de nível intermediário, quando tudo é manipulado como confidencial, quando as políticas rígidas só procuram o lucro da empresa”.

Por tudo isso, já há um bom tempo, políticas de motivação nas empresas são bastante comuns. Às vezes, bem pensadas e postas em prática. Noutras, mera perda de tempo.

Veja abaixo algumas recomendações interessantes para engajar e motivar suas equipes.

1 – Comprometer-se com a comunicação
Você deve manter os funcionários sempre bem informados, pois isso gera engajamento e, ao mesmo tempo, incentiva a comunicação, o retorno da equipe também com informação. É importante que os trabalhadores possam se expressar. “Isso significa saber conhecer suas opiniões, observações, pontos de vista, críticas e sugestões de melhoria que possam fazer à empresa”, diz Grey.

2 – Selecionar a mensagem
É sempre importante escolher a melhor maneira de dar uma informação, levando em conta que existem várias formas de se fazer isso. Para garantir que sua mensagem terá algum impacto, valorize encontros face a face, incorporando o diálogo à rotina da empresa. Já foi provado que o envolvimento dos funcionários aumenta quando as comunicações são complementadas por reuniões interativas.

3 – Permitir a participação na estratégia
Comunicar adequadamente a estratégia de uma área e dialogar no momento da construção é fundamental.

4 – Fornecer treinamento
” Existem muitas ferramentas que podem ser incorporadas com o objetivo de desenvolver habilidades para tarefas como apresentações orais, gestão de feedback , reação a respostas ou perguntas negativas da equipe etc. Ninguém nasce sabendo de nada. Por isso, é necessário colocar à disposição essas ferramentas” , propõe Ramirez. No entanto, é fundamental que essas iniciativas não surjam apenas nas áreas de Recursos Humanos, mas que envolve a todos, desde da base ao topo . “Nós não devemos esquecer que este é um processo. Portanto, uma palestra ou uma conversa particular não servem de nada, se não houver um plano claro de ação”, diz Villalva .

5 – Incentivar a equipe a viver a marca
Os funcionários são, sem dúvida , os melhores embaixadores da marca . Grey lembra que ” as organizações não entregam resultados, as pessoas o fazem. As empresas têm de começar a fazer esforços de branding internamente, que, sem dúvidas, irá colher os frutos fora”, afirma.

Veja também

    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais