Como reduzir custos sem comprometer resultados

A economia é um dos assuntos mais comentados ultimamente. Mais do que um conceito, a palavra se tornou uma regra tanto para as organizações quanto para os consumidores.

É necessário mapear as deficiências de uma empresa ou equipe e traçar novas estratégias

A economia é um dos assuntos mais comentados ultimamente. Mais do que um conceito, a palavra se tornou uma regra tanto para as organizações quanto para os consumidores. Nesse cenário, a redução de custos entra como um desafio: como manter as contas em dia, economizar e ainda conquistar bons resultados? Para Sandro Wolframm, diretor da Magnus Consultoria, o primeiro passo é manter o pensamento a longo prazo.

Em momentos de incertezas, cortar alguns investimentos pode estabilizar os negócios e até proporcionar segurança financeira por um período, porém, a longo prazo pode ser fatal para a empresa. “É necessário avaliar os custos e investimentos e compará-los com os resultados em curto, médio e longo prazo antes de tomar decisões que possam comprometer o crescimento da organização”, explica

Segundo o especialista, a palavra-chave é a produtividade. A noção de se fazer o máximo possível, da melhor forma e sem perdas na qualidade é a estratégia mais eficiente para ter sucesso nos negócios. “Uma empresa só pode ser considerada produtiva quando é capaz de gerar produtos e serviços de qualidade, com menos despesas e em um espaço de tempo menor”, afirma. Para isso, é necessário mapear as deficiências de uma empresa ou equipe e traçar novas estratégias, como por exemplo, treinamentos e melhoria nos processos internos. “Investir em produtividade é também uma forma de reduzir custos, afinal, com a gestão adequada do tempo, é possível fazer mais em menos tempo”, complementa.

Já para o gerente comercial, Wilsony da Silva, um dos primeiros passos para melhorar os resultados é a mudança na cultura organizacional. “Serviços como a consultoria e a implantação de sistemas, apesar de ser um investimento, contribuem para aperfeiçoar os processos, trazendo economia no dia a dia da empresa”. Os sistemas também são bons aliados para gerenciar e melhorar a performance diária da organização. Softwares que auxiliam na gestão de fretes, viagens e ainda no planejamento financeiro/orçamentário, podem reduzir consideravelmente custos específicos, além de proporcionar mais agilidade para a tomada de decisões. “Há vários aspectos que devem ser levados em conta na criação de indicadores de produtividade, como a excelência operacional e inovação. Mesmo com o investimento em softwares ou em consultoria, contar com uma equipe qualificada faz toda a diferença em épocas de crise”, reforça Wilsony.

Veja também

    PesquisaNoticias

    Sindilojas Porto Alegre realiza pesquisa com empresários da capital sobre o uso d...

    Veja mais
    Noticias

    Prefeitura de Poa dá descontos em juros e multas

    Veja mais
    Noticias

    Apoio do Governo Federal para pagamento de salários

    Veja mais
    Sindilojas na MídiaNoticias

    Artigo: O varejo gaúcho, e agora?

    Veja mais