Como se preparar para atender o mercado feminino

Não é de hoje que as mulheres vêm sendo objeto de estudo comportamental por institutos de pesquisas e empresas. Isto se deve ao fato do mercado feminino ser apontado como uma das mais acentuadas tendências…

Não é de hoje que as mulheres vêm sendo objeto de estudo comportamental por institutos de pesquisas e empresas. Isto se deve ao fato do mercado feminino ser apontado como uma das mais acentuadas tendências de crescimento do mundo. No mês de março, em especial, empresas se voltaram para entregar campanhas direcionadas a elas, homenageando-as pelo 8 de março – Dia Internacional da Mulher.

Agora vem o Dia das Mães, dos Namorados e elas, as mulheres, comprando e consumindo como nunca. Mas o que as empresas têm disponível no mercado para entender essas mulheres e acertar no Marketing para elas? Como uma das ferramentas consolidadoras e impulsionadoras, a Internet tem sido uma das principais fontes não apenas de venda, mas também de análise e identificação de comportamentos característicos femininos, uma vez que a participação das mulheres neste canal é cada vez maior.

Entre tantas redes sociais hoje disponíveis, fóruns de discussão de interesses femininos e interações em blogs, é possível avaliar sob diferentes ângulos os perfis das mulheres que ali manifestam seus pensamentos, hábitos e atitudes. Mas a tática digital tem que ser alinhada com o conhecimento real de quem está por trás daquele perfil. Para isso é preciso entender a linguagem feminina, fatores neurocientíficos e também movimentos macros do mercado que identificam os comportamentos.

Algumas empresas já disponibilizam ferramentas que podem auxiliar os departamentos das companhias a entenderem profundamente o target mulher, seja ela consumidora ou shopper. Exemplos destes serviços são a Netnografia Feminina e o Woman Thinking, estratégias que têm o objetivo de ajudar as empresas a vivenciarem e interagirem com as mulheres.

A Netnografia Feminina trata-se de um estudo via web que analisa as interações entre as mulheres no mundo social online por meio de redes sociais, blogs, grupos de discussões, entre outros – para atender objetivos cruciais para as empresas, como:

• Mapear a percepção do público sobre uma campanha/ ação/ serviço/ produto/ evento/ etc;
• Conhecer hábitos e comportamentos da mulher;
• Identificar possíveis tendências de consumo;
• Buscar insights estratégicos para a empresa;
• Avaliar a reputação de uma marca;
• Evitar e/ou gerenciar crises de imagem;
• Medir e avaliar o boca a boca na web.

Já o Woman Thinking, com foco também no entendimento do comportamento feminino, é um workshop que coloca em prática os ensinamentos do famoso filme “Do que as mulheres gostam”. O projeto consiste em um dia de imersão no universo feminino em que equipes multidisciplinares da própria empresa são colocadas em uma sala para pensar com “a cabeça da consumidora” sobre determinados temas em questão.

Como resultado final, o exercício objetiva decifrar e direcionar as conclusões para que colaborem no processo de desenvolvimento de produtos, serviços e também nas ações de comunicação e Marketing para atingir o público alvo de forma mais assertiva. A intenção é que as melhores ideias já saiam prontas para serem executadas.

O mercado brasileiro ainda está amadurecendo nas possibilidades de segmentar seus públicos. Assim como o feminino existem outros mercados potenciais como a terceira idade, mulheres e homens solteiros, mães e gestantes, que ainda são pouco explorados se comparamos com os mercados de fora. Nos Estados Unidos, por exemplo, existem mais de 100 consultorias especializadas nestes nichos.

Veja também

    Noticias

    Associados do Sindilojas POA tem opção de consultoria gratuita para retomada dos...

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Funcionamento das lojas após as enchentes é objeto de pesquisa do Sindilojas POA

    Veja mais
    Noticias

    Pronampe: 30 bi e carência de 2 anos para empreendedores do RS

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Governo do RS atualiza lista com municípios em estado de calamidade e postergaç...

    Veja mais