Compras coletivas: vale a pena comprar presentes de Natal por estes sites?

SÃO PAULO – O Natal está chegando e o comércio já está aquecido com as compras de presentes típicas desta época do ano. Para os consumidores que adoram descontos ou uma promoção, existe a opção de…

SÃO PAULO – O Natal está chegando e o comércio já está aquecido com as compras de presentes típicas desta época do ano. Para os consumidores que adoram descontos ou uma promoção, existe a opção de comprar os presentes – ou uma parte deles – por meio de sites de compras coletivas.

Mas o que deve ser levado em consideração antes de fazer as compras de Natal por meio desses sites? Vale a pena comprar presentes desta maneira?

Para o consultor dos comitês de Compras Coletivas e diretor da Câmara-e.net (Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico), Gerson Rolim, os sites de compras coletivas são uma boa opção para o consumidor comprar presentes com desconto. Entretanto, é preciso tomar alguns cuidados para evitar que as compras se tornem um problema.

“Em primeiro lugar, é preciso conhecer o site de compras coletivas que está oferecendo aquele produto ou serviço”, diz. Além disso, ele ressalta que o consumidor precisa olhar bem para o regulamento da oferta, para não ter surpresas negativas.

Já o presidente do site de reclamações ReclameAqui, Maurício Vargas, não aconselha que o consumidor compre presentes de Natal por meio destes sites. “Temos recebido muitas reclamações referentes aos sites de compras coletivas. Só este ano, nós vimos quase 70 mil”, diz Vargas.

Segundo ele, a partir do momento que os sites começaram a ofertar produtos – e não mais apenas serviços – o número de clientes insatisfeitos aumentou. “Muitas vezes, os parceiros desses sites são desconhecidos e não têm estrutura nenhuma. Isso aumenta as chances de ter problema com as compras”, afirma Vargas.

Por isso, ele acredita que vale mais a pena fazer as compras por meio dos sites tradicionais ou nas lojas físicas. “Uma parte das pessoas vai conseguir comprar sem problemas? Com certeza, mas o estresse e o risco de ter problemas não compensa”, opina.

Cuidados gerais

Já o diretor da Câmara-e.net aponta que, se o consumidor fizer a compra por meio dos sites mais conhecidos e se atentar para a reputação dos parceiros, as compras coletivas podem ser uma boa opção para economizar neste Natal. De acordo com Rolim, o consumidor deve aproveitar a internet para pesquisar e saber se os outros clientes estão satisfeitos. “Em todos os lugares e principalmente na internet existem os oportunistas. Por isso é importante conversar com amigos, se informar e pesquisar o máximo sobre as empresas antes de decidir pela compra”, afirma. O diretor do ReclameAqui concorda. “A dica mais importante é pesquisar pelo nome da empresa e ver qual é a reputação entre os seus clientes. Tem muitas reclamações? Ela atende aos questionamentos, resolve os problemas dos consumidores?”, diz.

Prazo de entrega

Faltando menos de uma semana para o Natal, Rolim ressalta que é preciso ficar atento com o prazo de entrega dos produtos e a validade do Cupom. “Este ano, pelo fato do Natal cair em um sábado, as entregas podem ficar ainda mais comprometidas”, acredita. “Por isso é importante adiantar ao máximo as compras, mesmo nesta reta final”, aconselha. Outro ponto importante é se atentar para a validação do cupom. “Existem sites em que não é preciso validar, mas em outros, isso é necessário e se você não validar não recebe o produto”, diz Rolim. “Por isso é tão importante ler o regulamento antes de fechar a compra”, completa.

Veja também

    Noticias

    Associados do Sindilojas POA tem opção de consultoria gratuita para retomada dos...

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Funcionamento das lojas após as enchentes é objeto de pesquisa do Sindilojas POA

    Veja mais
    Noticias

    Pronampe: 30 bi e carência de 2 anos para empreendedores do RS

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Governo do RS atualiza lista com municípios em estado de calamidade e postergaç...

    Veja mais