Confiança empresarial sobe 1,3 ponto em setembro ante agosto

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) avançou 1,3 ponto em setembro ante agosto, alcançando 87,3 pontos, informou nesta segunda-feira, 2, a Fundação Getulio Vargas (FGV)

O Índice de Confiança Empresarial (ICE) avançou 1,3 ponto em setembro ante agosto, alcançando 87,3 pontos, informou nesta segunda-feira, 2, a Fundação Getulio Vargas (FGV). Após três meses consecutivos de altas, o indicador subiu ao maior nível desde dezembro de 2014, quando estava em 87,6 pontos. "O bom resultado do ICE em setembro mostra que a recuperação da economia ganha força, se dissemina entre os diferentes setores e se sobrepõe aos ruídos do ambiente político, responsáveis pela rateada do índice em junho. Um bom sinalizador de consistência da atual tendência de alta da confiança empresarial é a lenta, mas contínua melhora da percepção sobre as condições correntes do ambiente de negócios", avaliou Aloisio Campelo Junior, superintendente de Estatísticas Públicas do Instituto Brasileiro de Economia da FGV (Ibre/FGV), em nota oficial.

O Índice de Confiança Empresarial reúne os dados das sondagens da Indústria de Transformação, Serviços, Comércio e Construção. O cálculo leva em conta os pesos proporcionais à participação na economia dos setores investigados, com base em informações extraídas das pesquisas estruturais anuais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo a FGV, o objetivo é que ICE permita uma avaliação mais consistente sobre o ritmo da atividade econômica.

Em setembro, o Índice de Situação Atual (ISA-E) cresceu 1,2 ponto em relação ao mês anterior, para 82,9 pontos, enquanto o Índice de Expectativas (IE-E) avançou 1,0 ponto, para 93,8 pontos.

O ISA-E avançou mais que o IE-E pelo terceiro mês consecutivo, fazendo a distância entre os dois indicadores recuar para 10,9 pontos, menor resultado desde maio de 2016, quando estava em 6,4 pontos. A maior distância entre os dois indicadores continua sendo observada no setor da Construção (23,0 pontos), seguido por Comércio (11,2), Serviços (8,4), e Indústria (4,3).

Todos os grandes setores tiveram aumento na confiança em setembro. A maior contribuição para a alta de 1,3 ponto do ICE no mês foi dada pelo Comércio (0,6 ponto), seguida pelo setor de Serviços (0,5 ponto). A Indústria e a Construção contribuíram com 0,1 ponto cada.

A coleta do Índice de Confiança Empresarial reuniu informações de 5.033 empresas dos quatro setores entre os dias 1 e 26 de setembro.

Fonte: Gaúcha ZH

Veja também

    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Café com Lojistas apresenta o significado do varejo e dicas do que está em alta ...

    Veja mais
    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais