Conheça quais canais digitais influenciam na compra do brasileiro

A PWC fez um levantamento com os principais canais disponíveis na internet que influenciam na compra do brasileiro. Confira

O impacto da internet é indiscutível quando o assunto é influência de compra. Pensando nisso, a PwC fez uma pesquisa para entender de quais canais influenciam mais no desejo e ato de compra dos brasileiros.

Lideram a lista os sites de comparação de preços, como o Buscapé, como principal influente para 52% dos consumidores. A disponibilidade de produtos nos sites de multimarcas ocupa a segunda posição, com 40% empatado com as redes sociais.

Os e-mails enviados pelos varejistas ou pelas marcas representam 23% da influência de compra dos brasileiros. Seguido das redes sociais visuais, como Instagram, com 22%.

Os posts em blogs também entram como influenciadores. Eles representam a influência de 17% para os consumidores, segundo a pesquisa. Os sites de varejistas monomarcas também são importantes e ocupam 16% dessa influência.
Os aplicativos também aparecem como influenciadores de compras, com 12%. Seguido da imprensa e das revistas digitais, 11%. Para 9% dos entrevistados, nenhum desses itens impacta na compra pela internet.

Redes sociais

Não é mais segredo para ninguém que os brasileiros são os principais e mais intensos usuários das redes sociais no mundo. Por isso, aqui, esses canais funcionam como uma ótima oportunidade de troca de informações e envio de oferta dos consumidores.

Para 61% dos brasileiros as redes sociais são um ótimo local para ler avaliações e comentários antes de realizar compras. O número é bem mais robusto do que a média global levantada pela PWC, de 47%.

As redes também são usadas por 49% dos brasileiros para receber ofertas promocionais. O número também é superior a média global que registrou 34%.

O ambiente virtual é usado por 44% dos brasileiros para descobrir novas marcas e produtos, diferente dos 39% da média dos outros países.

Para 36% dos consumidores nacionais as redes sociais são um importante local para ver os anúncios de marcas que eles gostariam de comprar. Nesse quesito, o número global também é inferior e registra 23%.

Vinte e sete porcento dos consumidores que desejam escrever avaliações e comentários dos produtos usam as mídias digitais. O número é próximo da média global que registra 20% segundo a PwC.

Poucos brasileiros usam as redes para se associar a marcas específicas ou varejistas. A quantidade corresponde a 16%, um pouco menor do que a média global de 19%.

 

Fonte: NoVarejo

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais