Construir relações com os consumidores é determinante para o sucesso das marcas

Gildo Sibemberg, diretor das lojas Gang, falou sobre marketing e gestão do varejo no Café com Lojistas

O evento mensal realizado pelo Sindilojas Porto Alegre nesta quarta-feira, 16, contou com a presença…

Gildo Sibemberg, diretor das lojas Gang, falou sobre marketing e gestão do varejo no Café com Lojistas

O evento mensal realizado pelo Sindilojas Porto Alegre nesta quarta-feira, 16, contou com a presença do diretor de Vendas e Visual & Merchandising das lojas Gang, Gildo Sibemberg, falando sobre marketing, gestão de varejo e gerenciamento de marca. Para Sibemberg, é importante que o varejista esteja atento às movimentações do futuro. Não somente tecnológicas, como de comportamento. A Gang iniciou no e-commerce já em 1998, mesmo que de maneira experimental. “Eu atendia a região de Porto Alegre e fazia as entregas pessoalmente. Aprendi que precisava levar tamanhos diferentes do pedido original, caso a peça não servisse no cliente”, conta. A Gang acabou fechando esta operação e voltando a atender pela internet anos mais tarde, mas, de acordo com o empresário, quanto mais cedo uma empresa entra no e-commerce, mais ela tem a aprender.

Para o palestrante, o fato de vivermos em uma sociedade do excesso, em que há muitas marcas e tipos de um mesmo produto, faz com que o lojista precise buscar meios de se diferenciar dos outros. O cliente costuma dar uma primeira chance a uma embalagem diferente, por exemplo, mas o consumo não perdura caso o produto não entregue aquilo que a embalagem promete ou desperta no consumidor. Ficar atento aos desejos do cliente é um fator decisivo para o sucesso da marca. “Todo mundo que compra shampoo abre o frasco para sentir o aroma. Se as marcas se preocupassem em intensificar a essência nos últimos mililitros da embalagem, talvez conquistassem mais clientes”, exemplifica. De acordo com Sibemberg, não se trata de enganar o consumidor, mas sim de entregar aquilo que ele espera encontrar e de forma mais fácil. “Marketing é desejo, muito mais do que necessidade. As pessoas não entram em uma loja para comprar roupas porque estão nuas, mas sim porque desejam uma determinada peça ou o que ela representa naquele momento na sociedade”, diz. Para Gildo, o marketing é uma guerra de percepções. E a marca é um nome ao qual as pessoas relacionam competências, atitudes e valores que vão impactar a percepção de valor desta marca. Segundo ele, o relacionamento traz uma experiência diferenciada e isso aumenta a chance de que a percepção também seja diferenciada. “Quando uma pet shop pensa não só no cachorro, mas também no dono do cachorro, avisando-o do vencimento de vacinas, por exemplo, ela está criando relacionamento e é disso que o cliente vai lembrar ao buscar este serviço”, conta.

Sibemberg finalizou lembrando os varejistas de que o alinhamento da equipe de atendimento e vendas com os valores da empresa é fundamental. Venda envolve um processo de sondagem, demonstração e fechamento. “Bom vendedor não é aquele que tem lábia, mas sim o que entende que o processo de venda da loja deve ser executado. Por isso, desenhe o seu processo e faça a equipe entendê-lo”, aconselha o palestrante. O atendimento é a melhor vitrine de uma loja. “Empregue gente que acredite no seu negócio e não quem quer um serviço, simplesmente”, diz.

O Café com Lojistas acontece uma vez por mês no Centro de Capacitação do Sindilojas Porto Alegre e é gratuito para lojistas associados. Em maio, o evento ocorre no dia 14 com o tema Entenda o eSocial.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais