Consumidor: mais de 20% estão inadimplentes há mais de um ano

SÃO PAULO – Dos consumidores brasileiros que tiveram os registros cancelados no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) em dezembro, 20,93% estavam inadimplentes há mais de um ano, segundo levantamento…

SÃO PAULO – Dos consumidores brasileiros que tiveram os registros cancelados no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) em dezembro, 20,93% estavam inadimplentes há mais de um ano, segundo levantamento divulgado pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) na quinta-feira (13). Deste percentual, 7,41% dos consumidores ficaram até dois anos inadimplentes e 4,17%, até três anos. Outros 3,18% ficaram devendo por até quatro anos e 5,08%, por até cinco anos. Ainda segundo a pesquisa, uma parcela de 1,09% teve as dívidas prescritas, já que excedeu o prazo de cinco anos. O levantamento também mostrou que 27,86% das pessoas ficaram inadimplentes por até 13 dias, enquanto 18,18% ficaram por um período de até 30 dias. Outros 9,09% e 4,7% demoraram 60 e 90 dias para quitar seus débitos, respectivamente. Ficaram inadimplentes por até seis meses 7,99% dos consumidores e, por até um ano, 11,25%.

Faixa etária

O indicador também revelou que os consumidores com idade entre 30 e 39 anos lideraram os registros de inadimplentes no SPC (Serviço de Proteção ao Crédito), com 26,45% das inclusões. Em seguida, ficaram os clientes com idade de 40 a 49 anos (21,67%), de 50 a 64 (17,66%), de 18 a 24 anos (13,76%) e de 25 a 29 anos (13,26%). As pessoas com idade acima de 65 anos tiveram o menor percentual de registros, de 6,83%. No confronto por gênero, as mulheres foram responsáveis por 53,28% das inclusões, enquanto os homens responderam por 46,75%.

Dívida quitada

Se as mulheres foram responsáveis pela maior parte das inclusões no SPC em dezembro, foram elas também que tiveram o maior número de registros cancelados, que acontece depois de regularizado o débito, com 54,07%, contra 45,93% deles. Por faixa etária, o maior volume de regularização dos débitos foi novamente dos consumidores com idade de 30 a 39 anos, que representaram 26,95% dos cancelamentos do mês. Considerando as outras faixas de idade, a participação nos cancelamentos ficaram da seguinte forma: de 40 a 49 anos (22,55%), de 50 a 64 (18,48%), de 25 a 29 anos (13,39%) e de 18 a 24 anos (11,16%). As pessoas com idade acima de 65 anos tiveram o menor percentual de registros excluídos, de 7,20%.

Registros e cancelamentos

Em dezembro, o volume de registros de consumidores inadimplentes incluídos no SPC caiu 4,49% em relação novembro de 2010 e subiu 2,73% frente ao mesmo período de 2009. No ano passado, os registros também registraram queda, de 1,85%, na comparação com 2009. Já os cancelamentos subiram 23,81% na comparação mensal e 3,54% no confronto anual. No ano passado, os cancelamentos também apresentaram aumento, de 5,69%, em relação à 2009.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais