Consumo das famílias vai impulsionar a economia em 2018

O comércio de bens e serviços voltados para as famílias deve melhorar em 2018

De acordo com a economista-chefe da Fecomércio-RS, Patricia Palermo, a aposta para 2018 é de crescimento. “Ainda que de maneira fraca, 2017 já começou a retomada da economia e para o próximo ano as perspectivas são muito positivas. O consumo das famílias será o grande motor do País, juntamente com as exportações. E com o consumo das famílias melhorando, o comércio de bens e serviços voltados para esta parcela da população tende a melhorar”, afirma.

Conforme dados divulgados pelo IBGE até o momento, os três trimestres de 2017 tiveram – embora com índices pequemos – um PIB com resultado positivo. Sendo que destes, dois foram motivados pelo consumo das famílias. O dado mais recente mostra o PIB do País em 0,1%, enquanto que no mesmo período (julho a setembro de 2017) a Despesa de consumo das famílias alcançou 1,2%, o que reflete diretamente no setor de comércio de bens e serviços.

Depois de 8 semestres seguidos de queda o Brasil começa a sentir uma lenta recuperação. “O PIB caiu, mas o emprego caiu menos que o PIB. Ou seja, teve ociosidade. Aos poucos o mercado de trabalho que estava enfraquecido começa a mostrar mais vigor. Os números apontam crescimento de um comércio formal que informal, mesmo assim teve crescimento”, explica Palermo. 

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais