Conta de luz ficará 13,45% mais cara para clientes da CEEE a partir de sexta-feira

Reajuste foi autorizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica nesta terça-feira

A conta de luz para os clientes da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) ficará mais cara a partir da próxima sexta-feira, dia 25. O reajuste médio para baixa tensão (residências e pequeno comércio) de 13,45% foi autorizado nesta terça-feira pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Apenas para consumidores residenciais, o aumento também é elevado: 13,3%, mais do que o dobro da inflação do período medida pelo IPCA. O aumento afetará 1,5 milhão de unidades consumidoras em 72 municípios do Rio Grande do Sul, quase cinco milhões de gaúchos, ou quase metade da população do Rio Grande do Sul.

Para os clientes de alta tensão, como as indústricas, o reajuste será ainda maior, de 16,61%.

Em fevereiro, o governo federal havia concedido uma redução de 18,13% nas tarifas residenciais de energia. Com esse aumento, o efeito do desconto é anulado em grande parte. A diferença é menor do que cinco pontos percentuais. Um dos motivos do aumento elevado é o câmbio. O dólar subiu muito entre junho e setembro, e elevou o preço em dólar da energia gerada em Itaipu, que todas as distribuidoras têm de comprar, de forma compartilhada. O reajuste das tarifas de energia também sofre a influência de um índice de inflação muito contaminado pelo câmbio, o IGP-M.

Veja também

    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo (FBV) é lançada oficialmente em Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 19/02 A 23/02

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Tendências mundiais que impactam o varejo local

    Veja mais