Copa e Dia dos Namorados elevarão vendas em shoppings, prevê Alshop

Ao contrário dos anos anteriores, o mês de junho será totalmente diferenciado para o varejo de shoppings, devido às comemorações quase que simultâneas da Copa do Mundo de Futebol e do Dia dos Namorados. E…

Ao contrário dos anos anteriores, o mês de junho será totalmente diferenciado para o varejo de shoppings, devido às comemorações quase que simultâneas da Copa do Mundo de Futebol e do Dia dos Namorados. E as datas prometem dar um verdadeiro salto nas vendas do setor, com os segmentos varejistas esperando resultados específicos.

Segundo pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (Alshop), a Copa do Mundo deve estimular em 13% o consumo em redes de fast food e restaurantes, inclusive com algumas empresas já planejando ações para manter os consumidores em seus pontos de venda durante os jogos, a partir da instalação de tevês de LCD; rodadas gratuitas de bebidas e porções a cada gol do Brasil; comercialização de pratos temáticos, fazendo referência à Seleção; entre outras iniciativas.

Ainda segundo dados coletados pela entidade, o segmento de artigos esportivos, por ser um setor diretamente ligado à Copa, espera um fluxo de vendas semelhante ao período de Natal, prevendo crescer aproximadamente 35%, concentrando suas vendas em bonés; camisas, incluindo as oficiais da Seleção; acessórios e tênis. E os demais nichos do varejo, como o de vestuário, calçados, entre outros, têm expectativa de 8% de aumento nas vendas.

Os empreendimentos também já buscam entrar no clima verde-amarelo, a partir de campanhas específicas, como exposições fotográficas onde relatam a trajetória da Seleção Brasileira desde a era Pelé até os dias atuais; curiosidades sobre a história das Copas; ponto para o encontro de colecionadores de figurinhas do evento esportivo; sorteio de brindes e promoções diversas.

Em meio às festividades esportivas, o varejo de centros de compras também demanda uma atenção especial ao Dia dos Namorados, especialmente junto aos segmentos que não têm a Copa como grande apelo comercial, tendo em vista o setor de moda feminina; perfumaria e cosméticos; lazer e entretenimento; entre outros. Para esta data, a Alshop projeta um incremento de 12% nas vendas, sendo roupas, sapatos, acessórios, CDs, DVDs e chocolates, os itens mais procurados.

Veja também

    PesquisaNoticias

    Vendas de eletrodomésticos típicos de frio estão em alta

    Veja mais
    Noticias

    Entidades empresariais cobram agilidade da União para a liberação de recursos a...

    Veja mais
    Noticias

    Transforme talento em marca de sucesso

    Veja mais
    Noticias

    Campanha de incentivo ao comércio local para reerguer Porto Alegre tem apoio do S...

    Veja mais