Cosméticos e perfumes faturam mais

Produtos de higiene e beleza conquistam mais espaço

São Paulo – O setor de perfumaria e cosméticos registrou, em 2010, um faturamento de R$ 27,5 bilhões nominais ex-factory (saído de fábrica sem adição de impostos sobre vendas). O montante é 12,6% superior ao de 2009, que atingiu R$ 24,4 bilhões. Conforme a Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (ABIHPEC), as exportações de produtos de HPPC (Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos) cresceram 17,8% em 2010, chegando a 693 milhões de dólares, contra 588 milhões em 2009. As importações desses produtos aumentaram 52,6%, atingindo 696 milhões. O setor contabilizou, em 2010, 4,282 milhões de oportunidades de trabalho, mantendo um crescimento médio de 9,3%. “Uma das razões deste crescimento, além da modernização do parque industrial, do investimento em marketing e da inovação tecnológica das indústrias, é a democratização do consumo e maior acesso a produtos pelas classes D e E, principalmente em produtos de higiene”, avalia João Carlos Basilio, presidente da ABIHPEC. A expectativa da entidade para 2011 é que as indústrias do setor obtenham um faturamento de R$ 31,12 bilhões.

Veja também

    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    Noticias

    Matrículas para selecionados no Capacita + POA tem o prazo prorrogado

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais