Crédito para pessoa física enfrenta queda, diz Serasa

O crédito para pessoa física deve mostrar desaceleração no seu ritmo de crescimento a partir de fevereiro de 2010, de acordo com o Serasa Experian de Perspectiva do crédito. O indicador de agosto de 2009,…

O crédito para pessoa física deve mostrar desaceleração no seu ritmo de crescimento a partir de fevereiro de 2010, de acordo com o Serasa Experian de Perspectiva do crédito. O indicador de agosto de 2009, divulgado no dia 1O de outubro, recuou 1,2% para 101,3 pontos. A queda desse dado começou a ser observada em maio, sugerindo que o ritmo de concessões de crédito com recursos livres às pessoas físicas começa a desacelerar entre os meses de setembro e outubro deste ano, iniciando 2010 com taxas de expansão menores do que as verificadas neste ano. Já o indicador de perspectiva do crédito para pessoa jurídica aponta direção inversa. O indicador cresceu 1,2% em agosto, atingindo o valor de 99,9. O dado sugere que o volume de crédito para empresas deve retornar ao nível de normalidade no início do próximo ano. Segundo o gerente de indicadores de mercado do Serasa Experian, Luiz Rabi, o volume de crédito concedido a pessoas jurídicas com recursos livres ficou em agosto perto de R$ 91 bilhões, 9% abaixo da média de concessões da série histórica.

Veja também

    PesquisaNoticias

    Sindilojas Porto Alegre realiza pesquisa com empresários da capital sobre o uso d...

    Veja mais
    Noticias

    Prefeitura de Poa dá descontos em juros e multas

    Veja mais
    Noticias

    Apoio do Governo Federal para pagamento de salários

    Veja mais
    Sindilojas na MídiaNoticias

    Artigo: O varejo gaúcho, e agora?

    Veja mais