De Marchi quer solução para impasse do ponto eletrônico

Medida polêmica e já em vigor, a obrigatoriedade das novas regras para o ponto eletrônico volta à mesa de debate na próxima segunda-feira, em Brasília. O presidente do Sistema Fecomércio-RS, Zildo De…

Medida polêmica e já em vigor, a obrigatoriedade das novas regras para o ponto eletrônico volta à mesa de debate na próxima segunda-feira, em Brasília. O presidente do Sistema Fecomércio-RS, Zildo De Marchi, espera sair do encontro entre o governo federal e o Grupo Interconfederativo Empregador, da CNC (Confederação Nacional do Comércio), com uma solução.

A CNC quer a suspensão da Portaria 1510/2009 e a criação de um grupo de trabalho tripartite, formado pelo governo, empresas e empregados, para avaliar a conveniência desse sistema. “Sob a justificativa de evitar fraudes, trará ônus para as empresas, em função dos altos custos e manutenção dos equipamentos, e para os trabalhadores, que terão a obrigação de guardar os comprovantes de cada batida de ponto, além de gerar grande impacto ambiental com a impressão de muitos papéis”, argumenta o dirigente.

Veja também

    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre recebe prêmio da Confederação Nacional do Comércio (CNC)

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Funcionamento do comércio no feriado de Tiradentes: saiba como será

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre tem reunião com o prefeito Sebastião Melo

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA acompanha lançamento de agenda legislativa na Fecomércio RS

    Veja mais