Dicas para as pequenas empresas prepararem suas vendas de natal

Antes de concluir o ano, as pequenas empresas tem mais uma oportunidade: as vendas de final de ano, que costumam movimentar a economia a partir do ingresso dos bilhões de reais pagos de 13º salário. Como o trabalho está longe de acabar, arregaçar as mangas não é tudo, também é preciso preparar um plano que permita ampliar as vendas e obter mais lucros.

A economia brasileira enfrentou muitos desafios em 2015, em especial pela crise econômica e pela elevação da cotação do dólar. Entretanto, estes percalços não abalaram os empreendedores que buscam continuamente alternativas para gerir bem seus negócios e obter resultados melhores ainda.

Agora, antes de concluir o ano, as pequenas empresas tem mais uma oportunidade: as vendas de final de ano, que costumam movimentar a economia a partir do ingresso dos bilhões de reais pagos de 13º salário. Como o trabalho está longe de acabar, arregaçar as mangas não é tudo, também é preciso preparar um plano que permita ampliar as vendas e obter mais lucros:

1 – Utilize seus próprios pontos fortes – Os empreendedores puderam observar as vendas realizadas durante todo o ano. A partir disso, pode identificar os perfis dos seus clientes e entender suas características. Conhecendo o mercado em que atua, junte à essa ideia os produtos ou serviços que você vende e com maior potencial de venda para o período de festas. Deposite a energia na venda e promoção destes itens com maior aceitação para o período.

2 – Gerencie o estoque e a capacidade de venda – Neste ponto contará muito como foi conduzida a organização e o planejamento aplicado por você durante o ano inteiro. Indicadores de estoque falam por si. Caso seu estoque esteja cheio demais, você ficará com mercadorias encalhadas, o que pode trazer prejuízos financeiros e atrapalhar o planejamento do ano que se inicia em 1 de janeiro. Se tiver menos mercadoria do que o necessário, deixará de vender e de se capitalizar, também para iniciar um 2016 mais bem preparado. O conselho aqui é simples e inclui bom senso e organização. Um sistema de gestão pode ajudar na análise do desempenho durante o ano e também auxilia a sua preparação da melhor forma possível, para que seu negócio tenha a quantidade ideal de mercadoria disponível aos clientes.

3 – Seja criativo e franco nas promoções – Em uma época na qual estamos todos muito inclinados a gastar na compra de presentes, alimentos e bebidas para as festas de final de ano, o consumidor não resiste a promoções. Então, na hora de preparar as ofertas opte por combos de produtos similares que ofereçam alguma vantagem ao consumidor, ao mesmo tempo em que o ticket médio também aumenta e gera um ganho em volume. Aqui, no entanto, é preciso bastante cuidado. Promoções precisam ser verdadeiramente vantajosas ao seu negócio e ao seu consumidor, caso contrário o efeito reverso fará com que os clientes se sintam usados e registrem uma impressão negativa da sua companhia.

4 – Entregue-se ao espírito das festas – O período de de final de ano é um momento diferente não apenas para as vendas, mas também para o cotidiano dos dias que antecedem o natal, até a entrada do ano novo. Por isso mesmo, é importante saber que os clientes não estão comprando apenas bens e serviços, mas sim presentes, emoções, tudo com um ânimo diferente do que vivenciamos o ano todo. Perceber para onde caminha a emoção do consumidor e vestir a camisa de “então é natal” — como diz a canção — faz a diferença entre realizar uma simples venda, ou estabelecer uma conexão com esse cliente, que pode abrir mais ou menos a carteira, dependendo da sua abordagem.

5 – Fidelize o cliente de olho em 2016 – Durante as vendas no período de festas, não caia na armadilha de ver o seu cliente apenas como “um comprador de natal e ano novo”. O atendimento da sua micro e pequena empresa precisa atender o consumidor para que ele volte sempre que quiser e precisar. Para isso valem considerar as dicas acima, sem nunca esquecer de reservar algum apelo que fidelize o cliente: parcelamento flexível, juros baixos ou inexistentes, descontos à vista na compra de um segundo produto, são bons exemplos de iniciativa que atrai atenção de forma positiva.

Todos sabemos que o consumo no final do ano é importantíssimo para o caixa dos setores de comércio e serviços. Se o empreendedor planejar suas ações para este período, o desempenho nas vendas pode representar uma oportunidade de crucial rumo ao sucesso, ao lado de um time bem preparado e de consumidores plenamente satisfeitos.

Por Vinicius Roveda, CEO da ContaAzul.

Fonte: Varejista

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais