Dicas para o pequeno empreendedor se apropriar melhor dos sistemas de gestão

Leia a seguir como o empreendedor pode se apropriar e tirar melhor proveito dos sistemas de gestão

Um sistema de gestão empresarial (ERP) é capaz de trazer muitos benefícios para a pequena empresa: otimização de processos, assertividade nas tomadas de decisão e redução de custos são apenas alguns deles. O fato é que todos esses benefícios podem ser mais bem aproveitados se o gestor tomar as medidas corretas.

Leia a seguir dez dicas de como o empreendedor pode se apropriar e tirar melhor proveito dos sistemas de gestão:

1 – Para aproveitar da melhor maneira aquilo que o ERP tem a oferecer para o negócio, o primeiro passo é conhecer quais são as reais necessidades de gestão da empresa. 

2 – É importante levantar os resultados gerais da empresa para conhecer quais são as maiores dificuldades e quais os pontos críticos para o negócio. Ao fazer isso, vai ficar mais fácil entender em que ponto os esforços devem estar mais concentrados e quais são os resultados esperados do ERP.

3 – Realizar um mapeamento de processos, buscando identificar os possíveis riscos e gargalos e a sugestão de melhorias, é fundamental para obter transparência nas informações e garantir a aderência em alto nível em relação aos seus processos.

4 – Com os processos bem definidos, o fornecedor do ERP obtém um melhor entendimento das atividades desempenhadas pelo cliente, o que resulta no melhor escopo de proposta e cenário para a implantação.

5 – Outro fator que não deve ser desconsiderado é o próprio uso do ERP. Isso significa que para tirar um bom proveito dos benefícios da solução, é preciso saber como utilizar a ferramenta corretamente. Quanto mais conhecimentos você tiver sobre as funcionalidades do ERP e sobre como utilizá-lo, mais assertivo será o seu uso e, portanto, melhores vão ser os resultados finais. 

6 – O desenvolvimento desse conhecimento exige um treinamento completo sobre a ferramenta, especialmente entre todos os usuários do ERP. Ao fazer isso, dá para usufruir de todas as funcionalidades da melhor maneira possível, levando a resultados mais satisfatórios e que trarão consequências positivas para o negócio.

7 – É preciso ter em mente que, antes de tudo, é necessário fazer algumas mudanças na cultura da organização. Toda a equipe terá uma grande influência no funcionamento do novo investimento para que este traga os resultados esperados. Portanto, é preciso investir tanto em equipamento quanto na sintonia e formação da equipe.

8 – Habitue sua equipe a cumprir corretamente os processos da empresa. Se sua empresa não segue um roteiro de informações, então é melhor começar a criar regras. Todo departamento precisa ter suas rotinas bem definidas, caso contrário o colaborador acaba fazendo o que acha importante e nem sempre é a melhor solução.

9 – O sistema de gestão empresarial é criado para facilitar o fluxo de informações para que o gestor possa tomar decisões com base em dados confiáveis. Para isso, esses requisitos precisam ser seguidos à risca.

10 – Tudo isso deve ser acompanhado por uma mudança cultural e pela adoção das melhores práticas do mercado, bem como da busca pelo conhecimento básico dos conceitos que são inerentes ao negócio de cada empresa.

 

Fonte: Administradores

Veja também

    Noticias

    Sindilojas POA e CDL POA promovem ação para limpeza do Centro Histórico da Capital

    Veja mais
    Noticias

    Cartilha Estado de Calamidade: seguros disponíveis e auxílio reconstrução

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo anuncia nova data para 2025

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre assina carta buscando alternativas para acesso à capital

    Veja mais