Eletrônicos descartados ganham novo destino

Promovida pela prefeitura de Porto Alegre, a 1ª Feira de Descarte de Equipamentos de Informática foi realizada durante todo o sábado, na Usina do Gasômetro. A ação foi a primeira iniciativa do plano…

Promovida pela prefeitura de Porto Alegre, a 1ª Feira de Descarte de Equipamentos de Informática foi realizada durante todo o sábado, na Usina do Gasômetro. A ação foi a primeira iniciativa do plano municipal de resíduos sólidos específico para este tipo de material.

A movimentação foi grande durante todo o dia. Somente até as 13h, mais de três toneladas de equipamentos, entre monitores, estabilizadores, peças de HD, impressoras, CPUs, tonners, scaners e também raridades como calculadoras científicas e os primeiros modelos de palm tops existentes já haviam sido doados. A expectativa da prefeitura é de que mais de dez toneladas de equipamentos de informática fossem descartadas. A informação a respeito da contabilização final da quantidade de material doado não havia sido divulgada até a noite de ontem.

Ao abrir o evento, o prefeito José Fortunati destacou o pioneirismo da iniciativa. “Essa é a primeira experiência da prefeitura no recolhimento de resíduos tecnológicos e a previsão é de que pontos permanentes de coleta sejam distribuídos na Capital, a partir do primeiro semestre de 2011”, anunciou. O prefeito também fez a doação de equipamentos de informática. “Hoje demos um passo extremamente importante na questão sustentável em todas as relações que temos na cidade”, disse.

O coordenador-geral do InovaPoa, Gabinete de Inovação e Tecnologia, Newton Braga Rosa, salientou que a feira é a primeira ação para implementar as diretrizes de uma Política Municipal de Resíduos Sólidos na Capital. O projeto pretende contemplar todo o processo de gerenciamento do descarte correto e reciclagem dos componentes eletrônicos. “O lixo eletrônico ainda é relativamente pequeno, mas é o que mais cresce e assim não pode ser descartado como lixo orgânico, necessita de uma reciclagem correta”, afirmou.

Os equipamentos em condições de uso, ou que puderem ser recondicionados, serão encaminhados ao Centro de Recondicionamento de Computadores do Centro Educacional e Social Marista (Cesmar) e, posteriormente, destinados para entidades beneficentes. O DMLU irá encaminhar os equipamentos arrecadados para empresas especializadas em reciclagem de plásticos, metais e placas de circuito impresso. Os componentes restantes serão reciclados para diminuir a necessidade de nova exploração de recursos naturais, garantindo assim uma melhor preservação da natureza. Para formalizar a entrega foram assinados termos de doação.

Veja também

    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 02/03 A 08/03

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Sindilojas POA realiza mais um Feirão de Empregos

    Veja mais
    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais