Em 2012, classes B e C vão responder por maior fatia de gastos com vestuário

SÃO PAULO – As classes B e C serão responsáveis pelos maiores desembolsos destinados ao consumo de vestuário. Dos R$ 109 bilhões de gastos totais com essa categoria estimados para 2012, a classe B será…

SÃO PAULO – As classes B e C serão responsáveis pelos maiores desembolsos destinados ao consumo de vestuário. Dos R$ 109 bilhões de gastos totais com essa categoria estimados para 2012, a classe B será responsável por R$ 46,46 bilhões e a classe C, por R$ 41,98 bilhões. O montante que deverá ser gasto por estas classes em 2012 é 15,7% superior aos R$ 76 bilhões desembolsados em 2011. A classe A, por sua vez, deverá gastar cerca de R$ 13,72 bilhões ou 12,56% do total. No ano passado, essa classe gastou R$ 12 bilhões com vestuário.

Classes baixas

De acordo com as estimativas da Pyxis Consumo, do Ibope Inteligência, divulgadas nesta quinta-feira (19), as classes D e E compõem o menor grupo de consumo para o varejo de moda. O volume deste grupo em 2012 deverá ficar em torno de 6%, com um volume R$ 7 bilhões, mostrando ligeira variação frente os R$ 6,6 bilhões do ano anterior. O estudo também revelou que serão as classes B e C da região Sudeste que vão gastar mais com roupas. A classe B no Sudeste vai desembolsar R$ 26,03 bilhões e a classe C, da mesma região, vai gastar R$ 19,91 bilhões. Por outro lado, no Norte, está o valor mais baixo a ser desembolsado, sendo a soma de todas as classes deverá atingir apenas R$ 7 bilhões.

Veja também

    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre tem reunião com o prefeito Sebastião Melo

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas POA acompanha lançamento de agenda legislativa na Fecomércio RS

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    FBV 2024 – o próximo passo está aqui

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 06/04 a 12/04

    Veja mais