Emprego formal cresce 16,2% no estado

Um total de 23,4 mil pessoas conquistaram emprego com carteira de trabalho assinada no primeiro quadrimestre de 2010 pelas 144 agências FGTAS/Sine, localizadas em 141 municípios gaúchos. O número revela que…

Um total de 23,4 mil pessoas conquistaram emprego com carteira de trabalho assinada no primeiro quadrimestre de 2010 pelas 144 agências FGTAS/Sine, localizadas em 141 municípios gaúchos. O número revela que houve expansão de 16,2% em relação ao mesmo período de 2009, quando foram inseridos 20,1 mil trabalhadores no mercado formal. Os dados integram o relatório mensal elaborado pela Divisão de Acesso ao Mercado de Trabalho, da Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (FGTAS), executora do Sistema Nacional de Emprego no Estado.

O relatório aponta, no mesmo período, que houve elevação de 38% no número de vagas captadas pelas agências junto ao empresariado, com a oferta de 52,7 mil vagas em 2010 e de 37.966, de janeiro a abril de 2009. Na Região Metropolitana de Porto Alegre, o crescimento de vagas em relação ao ano passado chegou a 65%, já que de janeiro a abril de 2010, foram oferecidas 22,2 mil vagas e, no mesmo período de 2009, 13,5 mil oportunidades.

Embora o serviço de intermediação realizado pelas unidades FGTAS/Sine registre expansão no primeiro quadrimestre de 2010, em abril, o número de vagas e de colocados no emprego teve pequeno recuo. As chances caíram de 15,5 mil, em março, para 12,8 mil, em abril. O número de colocados reduziu de 6.563 em março para 6.082 em abril.

Outro atendimento prestado pela FGTAS diz respeito à colocação de pessoas com deficiência no mercado de trabalho formal. Nos quatro primeiros meses de 2010, 1.410 pessoas foram empregadas nas regiões onde existem agências FGTAS/Sine e, em abril, este número chegou a 349 pessoas com deficiência contratadas. Em Porto Alegre, em abril, foram admitidos 18 trabalhadores, sendo que a ocupação que mais empregou foi a de auxiliar de limpeza.

O Centro do Trabalhador Autônomo (CTA) proporcionou 579 oportunidades de trabalho para diaristas em Porto Alegre, Santa Cruz do Sul e São Leopoldo. Já o número de seguros-desemprego viabilizados em 2010 chegou a 177, 8 mil – sendo 44,4 mil na Capital. Em abril foram 46 mil no Estado – dos quais 7,7 mil em Porto Alegre.

Veja também

    Noticias

    Nota Oficial: Falta de luz no centro de Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Ministério do Trabalho prorroga portaria sobre funcionamento do comércio aos fer...

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Conheça as principais tendências globais de consumo para 2024

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Novas experiências para o consumidor leitor

    Veja mais