Empresas ampliam uso do e-mail marketing

Atentas aos resultados positivos que vêm sendo alcançados com as ações de e-mail marketing, as empresas brasileiras estão intensificando o uso dessa ferramenta promocional. Se em 2003 apenas 19% dos envios…

Atentas aos resultados positivos que vêm sendo alcançados com as ações de e-mail marketing, as empresas brasileiras estão intensificando o uso dessa ferramenta promocional. Se em 2003 apenas 19% dos envios das mensagens aconteciam semanalmente, no ano passado esse índice já subiu para 30,22%, reduzindo a concentração das ações mensais, que até então chegavam a 53%. Atualmente, 71,5% das empresas ouvidas pela pesquisa O uso do E-mail Marketing nas corporações brasileiras afirmaram que desenvolvem ações de e-mail marketing promocionais. O levantamento foi realizado pela empresa Dinamize em parceria com a WBI Brasil com 2.845 profissionais que participaram das edições do evento Café COM Internet em São Paulo, Rio de Janeiro e Porto Alegre.

Esse incremento dos envios poderia representar um grande problema, como a saturação pelos usuários do recebimento de e-mails promocionais. Isso só não está acontecendo, segundo o diretor de marketing da WBI Brasil, Paulo Kendzerski, porque há um amadurecimento e uma profissionalização da forma de trabalhar com essa ferramenta. “Existe uma evolução no percentual de pessoas que se cadastram para receber e-mails justamente porque as empresas estão conseguindo direcionar melhor as suas estratégias nessa área”, diz. Essa melhoria significa saber agregar conteúdos e adequar as promoções ao perfi l dos internautas.

A maior profissionalização se reflete ainda na criação de estratégias para aumentar a efetividade das ações, como a percepção da importância de concentrar os envios em determinados dias da semana. Hoje, pelo menos 32,7% acontecem na terça-feira, enquanto há alguns anos o foco maior era no sábado, domingo e segunda. “Tradicionalmente o comércio eletrônico tem o seu pico de vendas na quarta-feira. E as empresas aprenderam a enviar um dia antes e chegar até os usuários no momento de decisão de compra”, observa Kendzerski.

Decisões acertadas como essa já fazem com que o uso do e-mail marketing tenha se tornado a segunda principal fonte de venda online no Brasil, ao lado da digitação direta do site da loja virtual, de acordo com dados da empresa especializada e-bit. No ano passado, o envio de e-mails promocionais foi responsável por estimular a comercialização de um total de R$ 1,5 bilhão em produtos, ficando atrás apenas das vendas a partir dos dispositivos de busca. O diretor-executivo da Dinamize, Jonatas Abbott, acredita que o crescimento das compras através do e-mail marketing acontece também a partir de uma maior inserção da classe C e D. “As pessoas não se importam de receber e-mails promocionais desde que eles sejam pertinentes”, observa.

A Dinamize é um dos principais players brasileiros nesse segmento de e-mail marketing. Apesar de todo o avanço, algumas questões ainda precisam ser melhor analisadas. A pesquisa revelou, por exemplo, que 44% das pessoas ouvidas não gostam de informar o número do CPF e RG no momento do preenchimento de um cadastro para receber promoções. “Solicitar esses dados é desnecessário na maioria das vezes, então, é bom evitar o desgaste com os usuários”, acrescenta Kendzerski. Por outro lado, menos de 4% dos entrevistados para a pesquisa afirmaram que se preocupam em conhecer as políticas de privacidade dos sites nos quais se cadastram.

Veja também

    Noticias

    Sindilojas POA e CDL POA promovem ação para limpeza do Centro Histórico da Capital

    Veja mais
    Noticias

    Cartilha Estado de Calamidade: seguros disponíveis e auxílio reconstrução

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo anuncia nova data para 2025

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre assina carta buscando alternativas para acesso à capital

    Veja mais