Empresas apostam em marketing de conteúdo

A estratégia é a nova tendência do mercado, mas necessita de alguns cuidados

Impacto direto nas vendas e criação de mailing qualificado são atrativos que estão definindo o destino dos investimentos em comunicação de marca. É de longa data que assessorias de imprensa convivem com a demanda de seus clientes e prospects para aumentar as vendas. Embora muitas vezes a atuação contribua para esse objetivo, o ganho mais expressivo do serviço é o branding. Uma marca bem assessorada aumenta sua visibilidade, reputação e credibilidade.

Muitas empresas têm optado pelo marketing de conteúdo na hora de definir o destino de suas verbas de comunicação. A Agência NoAr, especializada em assessoria de imprensa, foi uma delas: investiu no treinamento da equipe para oferecer marketing de conteúdo a seus clientes.

“Esta solução é perfeita para empresas conectadas e com perfil empreendedor. Investir em um serviço que gera um mailing qualificado, leads e oportunidades de vendas é uma estratégia inteligente porque o resultado vai além do branding, trazendo insights para a área comercial”, explica Marina Mosol, diretora comercial da Agência NoAr.

Acostumadas em produzir grandes volumes de conteúdo, as assessorias de imprensa parecem prontas para abraçar esta modalidade de marketing, mas alguns cuidados devem ser tomados. Segundo Marina, o primeiro deles é entender a diferença da estratégia de comunicação com a imprensa. “No marketing de conteúdo, a conversa é direcionada para outro público. Além da mudança na linguagem, para que a iniciativa seja bem-sucedida ela deve estar atrelada às personas do cliente e sua jornada de vendas”, afirma.

As personas são os perfis dos consumidores, já a jornada de vendas é referente aos estágios que as personas vivenciam até o momento da compra – desde o primeiro contato com a informação, passando pela percepção do problema, análise de soluções e tomada de decisão. São estes dois indicadores estratégicos que vão definir o teor do conteúdo.

Outra questão importante é a mensuração de resultados. “O marketing de conteúdo deve estar atrelado a um sistema de gestão e, de preferência, conectado ao CRM do cliente, para garantir uma análise precisa do retorno”, explica.

“O marketing de conteúdo gera resultados porque responde ao processo orgânico de compra. Não há intenção de criar ‘desejo ou necessidade’, mas sim fornecer as informações que o consumidor precisa para naturalmente tomar suas decisões. Essa postura geralmente é vista com simpatia pelos consumidores, e é nesse momento que o serviço contribui tanto para o branding quanto para as vendas”, conclui.

Veja também

    Noticias

    Associados do Sindilojas POA tem opção de consultoria gratuita para retomada dos...

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Funcionamento das lojas após as enchentes é objeto de pesquisa do Sindilojas POA

    Veja mais
    Noticias

    Pronampe: 30 bi e carência de 2 anos para empreendedores do RS

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Governo do RS atualiza lista com municípios em estado de calamidade e postergaç...

    Veja mais