Endividamento das famílias fica estável em novembro

Nível de endividamento dos brasileiros ficou em 59% no mês.
Cartão de crédito é um dos principais tipos de dívida para 75% das famílias.

O percentual de famílias brasileiras que relataram ter dívidas entre cheque pré-datado, cartão de crédito, cheque especial, carnê de loja, empréstimo pessoal, prestação de carro e seguros ficou estável em novembro, na comparação com igual mês do ano anterior, e teve leve queda ante outubro.

De acordo com a Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic), divulgada nesta quarta-feira (28) pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), o endividamento dos brasileiros ficou em 59% em novembro, contra 59,2% apurado em outubro.

A entidade destaca que, apesar da ligeira queda em novembro, pela primeira vez neste ano o percentual de famílias endividadas alcança o mesmo patamar observado no ano anterior. Até então, o número de famílias endividadas havia apresentado queda na comparação anual.

O cartão de crédito foi apontado como um dos principais tipos de dívida por 74,9% das famílias endividadas, seguido por carnês, para 17,2%, e, em terceiro, por financiamento de carros, para 12,3%.

O percentual de famílias com dívidas ou contas em atraso avançou ligeiramente entre os meses de outubro e novembro, como também na comparação anual. O percentual de famílias inadimplentes alcançou 21% do total em novembro, ante 20,5% em outubro e 20% em novembro do ano passado.

Foi apurada redução de 7% para 6,8%, de outubro para novembro, no percentual de famílias que declararam não ter condições de pagar suas contas ou dívidas em atraso. Em novembro de 2011, 7,3% haviam declarado que continuariam inadimplentes.

Houve alta do percentual de famílias que relataram estar muito endividadas, passando de 11,7% do total em outubro de 2012 para 12,1% em novembro de 2012. Em novembro de 2011, esse percentual foi de 16,0%.

Na comparação entre novembro do ano passado e deste ano, a parcela que declarou estar mais ou menos endividada passou de 22,2% para 19,6%, e a parcela pouco endividada passou de 20,8% para 27,4% do total dos endividados.

A Pesquisa Nacional de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic Nacional) é apurada mensalmente pela CNC a partir de janeiro de 2010. Os dados são coletados em todas capitais dos estados e no Distrito Federal, com cerca de 18 mil consumidores.

Veja também

    Noticias

    Matrículas para selecionados no Capacita + POA tem o prazo prorrogado

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 24/02 A 01/03

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Em busca do melhor ponto comercial

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Lajeado recebe a FBV Talks para debater o futuro do presente no varejo

    Veja mais