Expectativa sobre a contratação de temporários no Estado será conhecida dia 31 de outubro

O último trimestre do ano marca o período em que cresce significativamente a necessidade de contratações de trabalhadores temporários, principalmente para o setor do comércio varejista, em razão das…

O último trimestre do ano marca o período em que cresce significativamente a necessidade de contratações de trabalhadores temporários, principalmente para o setor do comércio varejista, em razão das festividades de final de ano. Para traçar um mapa sobre as expectativas no número dessas vagas, a Fecomércio-RS (Federação do Comércio de Bens e de Serviços do RS), por meio do Instituto Fecomércio de Pesquisa (Ifep), divulgará no dia 31 de outubro o resultado da sua pesquisa sobre contratação de temporários.

Para este panorama, serão entrevistadas 200 empresas pertencentes a quatro pólos representativos do Estado: Caxias do Sul, Pelotas, Santa Maria e Porto Alegre. Cada município terá 50 empresas selecionadas, em que o decisor sobre o processo de contratação responderá a um questionário específico sobre o tema na presença do entrevistador. Conforme explicou o coordenador do Ifep, Lúcio José da Silva, as questões irão abordar o número provável de contratações temporárias, probabilidade da efetivação, exigências da empresa para contratação dos temporários e dificuldades enfrentadas pela empresa no período da contratação, além das políticas de investimento das empresas para 2009.

“A pesquisa já está em andamento, por esta razão já saberemos, inclusive, o reflexo da crise financeira mundial no ânimo do empresariado. Além disso, com esse levantamento serão buscadas informações sobre investimentos já previstos para o ano que vem”, explica Silva. Ele sinaliza que toda pesquisa acaba sendo um corte em um determinado momento da realidade, por isso há a estimativa sobre o quanto a crise na oferta de crédito afetará o otimismo aqui no Estado. Outra questão importante que será levantada diz respeito aos planos de efetivação dos profissionais contratados de forma temporária. Silva detalha que os entrevistados serão questionados quanto às necessidades de qualificação dessas pessoas.

Conforme a explicação do coordenador do Ifep, as informações levantadas por meio das entrevistas serão inseridas em um banco de dados e, posteriormente, tabuladas e analisadas. “A partir da análise dos dados levantados é que será elaborado um relatório contendo as informações pertinentes aos objetivos da pesquisa”, conclui.

Veja também

    Decretos e regrasNoticias

    Créditos do BNDES: empresário, você tem acesso a este recurso

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Sondagem do Sindilojas POA prevê Dia dos Namorados tímido para o comércio na ca...

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades das obras no Centro até o dia 14/06

    Veja mais
    Noticias

    Associados do Sindilojas Porto Alegre tem opção de consultoria contábil gratuita

    Veja mais