Gabas reafirma proposta de R$ 540 para o salário mínimo

O ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, reafirmou hoje que a proposta do governo Lula para o valor do salário mínimo em 2011 é de R$ 540 e admitiu que o impacto de um reajuste acima desse…

O ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, reafirmou hoje que a proposta do governo Lula para o valor do salário mínimo em 2011 é de R$ 540 e admitiu que o impacto de um reajuste acima desse valor preocupa a Presidência da República e o governo como um todo. — Essas contas precisam ser feitas — disse, ressaltando que 18 milhões de benefícios pagos pela Previdência acompanham o valor do mínimo, o que corresponde a mais de dois terços do total.

Na avaliação de Gabas, o acordo fechado em 2006 pelas centrais sindicais e o governo para reajustar o salário mínimo pela inflação do ano anterior e a variação do PIB de dois anos antes afeta a Previdência, mas não há discordância em relação ao critério. — Não está em pauta alterar esse critério. Se abrirmos negociação todos os anos, não haverá critério. Estamos discutindo uma exceção — afirmou.

Gabas também defendeu o governo das acusações de que vai deixar um problema no Orçamento para a presidente eleita, Dilma Rousseff.

Veja também

    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo (FBV) é lançada oficialmente em Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 19/02 A 23/02

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Tendências mundiais que impactam o varejo local

    Veja mais