Governo tenta frear venda de antibióticos

A fim de evitar o avanço de uma superbacterária que preocupa o Distrito Federal, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está concluindo uma regulamentação para impedir a venda de…

A fim de evitar o avanço de uma superbacterária que preocupa o Distrito Federal, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) está concluindo uma regulamentação para impedir a venda de antibióticos sem receita médica. O anúncio foi feito ontem pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão. As mudanças serão feitas para coibir o uso indiscriminado de antibióticos, que leva a população a ficar mais resistente ao medicamento, fazendo com que o organismo não reaja tão bem no caso de infecções mais graves.

Para Temporão, esse pode ter sido o motivo para o surgimento da bactéria Klebsiella Pneumoniae Carbapenemase (KPC). Além disso, o ministro acredita que tenha havido falhas no processo de controle de infecção hospitalar. Hoje, o paciente precisa apenas de uma receita simples para comprar a medicação, mas muitas farmácias ignoram essa exigência e vendem o produto sem prescrição médica. Especialistas de vários países vêm acompanhado surtos de infecção hospitalar por conta da bactéria KPC. No Brasil, esta é a primeira vez que é registrado um surto. Há tratamento, mas os pacientes precisam ser submetidos a antibióticos mais fortes e mais caros.

Veja também

    Noticias

    Reunião de Diretoria Ampla debate temas jurídicos relevantes ao comércio

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Feira Brasileira do Varejo (FBV) é lançada oficialmente em Porto Alegre

    Veja mais
    Noticias

    Programação de atividades para a obra do quadrilátero central: 19/02 A 23/02

    Veja mais
    NoticiasMarketing

    Tendências mundiais que impactam o varejo local

    Veja mais