Há espaço para crescimento do endividamento no Brasil, diz Ipea

SÃO PAULO – Apesar de a maioria dos brasileiros estar endividada, mais precisamente 51,3%, ainda há espaço para mais comprometimento da renda da população, de acordo com o presidente do Ipea (Instituto de…

SÃO PAULO – Apesar de a maioria dos brasileiros estar endividada, mais precisamente 51,3%, ainda há espaço para mais comprometimento da renda da população, de acordo com o presidente do Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada), Márcio Pochmann. “Há espaço para crescer o endividamento”, afirmou Pochmann na quarta-feira (3), após coletiva para apresentação do IEF (Índice de Expectativas das Famílias) de outubro. Isso acontece, conforme ele explicou, porque o Brasil não é um país em que o crédito esteja distribuído de forma homogênea.

Dados

Para se ter uma ideia, das famílias que recebem até um salário mínimo (R$ 510), 56,4% não têm dívidas bancárias, com parentes, no comércio, entre outras. Já entre os que recebem entre cinco e dez salários mínimos, esse percentual cai para 42,3%.

Expectativa

Pochmann disse que há espaço para que se adquiram bens de maior valor unitário pelos brasileiros, mas que isso dependerá da taxa de juro e da expectativa quanto ao emprego e à renda. “O endividamento é um diálogo com o futuro: estou antecipando renda para adquirir um bem porque parto do pressuposto que terei renda nos próximos meses, então tenho uma visão positiva da ocupação e do comportamento da renda”.

Veja também

    Noticias

    Associados do Sindilojas POA tem opção de consultoria gratuita para retomada dos...

    Veja mais
    PesquisaNoticias

    Funcionamento das lojas após as enchentes é objeto de pesquisa do Sindilojas POA

    Veja mais
    Noticias

    Pronampe: 30 bi e carência de 2 anos para empreendedores do RS

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Governo do RS atualiza lista com municípios em estado de calamidade e postergaç...

    Veja mais