IGP-M tem primeira deflação desde 2006

Valores de alimentos desaceleram

Usado para calcular o reajuste de aluguéis e de tarifas de energia elétrica, o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) teve queda de 0,3% em agosto.

É uma inversão na tendência do índice, que vinha subindo rapidamente nos últimos meses. Quando o indicador diminui, ocorre deflação.A registrada em agosto é a mais baixa desde abril de 2006, quando havia ocorrido redução de 0,42%. De acordo com a Fundação Getulio Vargas (FGV), que calcula o índice, o resultado reflete o forte recuo dos preços dos alimentos no início da segunda metade do ano. O IGP-M é calculado com base em preços coletados entre os dias 21 do mês anterior e 20 do mês atual.

Segundo o coordenador de análises econômicas da FGV, Salomão Quadros, houve desaceleração nos três formadores do indicador. O mais importante, o Índice de Preços no Atacado (IPA), que representa 60% do total, caiu 0,74%, ante taxa de 2,2% de julho. O Índice de Preços ao Consumidor (IPC) subiu 0,23%, depois de ter avançado 0,65% no mês anterior. O Índice Nacional do Custo da Construção (INCC) apresentou alta de 1,27%, após 1,42% em julho.

No varejo, o destaque foi do grupo alimentação, que entrou em deflação de julho para agosto (de 1,41% para -0,46%). As maiores quedas de preços ocorreram em carnes bovinas (6,29% para -0,30%) e nas hortaliças e legumes (-0,97% para -6,51%).

Veja também

    NoticiasMarketing

    NRF 2024 vista por dentro

    Veja mais
    Cursos e eventosNoticias

    Encerrada a etapa das 4 edições do Talks pré 11ª FBV

    Veja mais
    Noticias

    Sindilojas Porto Alegre recebe prêmio da Confederação Nacional do Comércio (CNC)

    Veja mais
    Decretos e regrasNoticias

    Funcionamento do comércio no feriado de Tiradentes: saiba como será

    Veja mais